No Sul, Ponte Preta escala garotos e improvisa contra o Figueirense na estreia

O técnico Eduardo Baptista está quebrando a cabeça para definir o time titular da Ponte Preta que vai enfrentar o Figueirense na estreia do Campeonato Brasileiro, neste domingo, às 16 horas, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O setor que mais preocupa é o de meio de campo. "Ainda não estamos com o elenco definido e num momento de transição. Então vamos usar alguns garotos como o Jeferson, Matheus Jesus e Ravanelli. Mas isso não significa que amos até Florianópolis para deixar de lutar pela vitória", revelou.

Agência Estado, Estadão Conteúdo

15 de maio de 2016 | 07h50

Ainda longe da condição física ideal, Renê Júnior não vai fazer a sua reestreia com a camisa alvinegra. O jovem João Vitor está debilitado em consequência do jogo contra o Genus-RO, na última quinta-feira, pela Copa do Brasil, e será preservado. Elton passou por uma artroscopia no joelho e ficará cerca de dois meses afastado dos gramados.

Sem muita opção, porque Jonas vem treinando em separado e deve deixar o clube nos próximos dias, Eduardo Baptista testou alguns jogadores improvisados ao lado do jovem Matheus Jesus, como o zagueiro Tiago Alves e o lateral-direito Diogo Matheus. No entanto, quem tem mais chance de ficar com a vaga é o lateral-esquerdo Gilson, que já atuou no meio quando defendia o América-MG.

O setor ofensivo também pode passar por mudanças. Como Rhayner não treinou na sexta-feira e provavelmente não vai continuar no clube para a sequência da temporada, Eduardo Baptista estuda colocar Roger, artilheiro do Campeonato Paulista pelo Red Bull Brasil com 11 gols, ao lado do capitão Wellington Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.