Nobre diz que clube não pode comprar Alan Kardec

De nada adiantou o atacante Alan Kardec, do Benfica, gostar do interesse do Palmeiras em sua contratação. Ontem, na chegada do elenco ao Pacaembu, o presidente Paulo Nobre jogou um balde de água fria no torcedor que aguarda por um reforço.

O Estado de S.Paulo

31 de março de 2013 | 02h06

"Alan Kardec é um grande jogador, não interessa só ao Palmeiras, mas a todos os clubes do Brasil. Luís Filipe (presidente do Benfica) só disse que seria possível negociar o jogador por uma venda, por que metade dos direitos pertence a um grupo de investidores. E o Palmeiras não tem condições financeiras nesse momento de fazer essa operação"

A proposta do Palmeiras, de acordo com o jornal português Record, foi de 2 milhões (pouco mais de R$ 5 milhões). A diretoria do Benfica, no entanto, não quer negociar o jogador por menos de 4 milhões.

Ingressos. Os ingressos para o jogo entre Palmeiras e Libertad, pela Libertadores no dia 11, no Pacaembu, começaram a ser vendidos ontem para sócios Avanti. A partir de hoje os demais torcedores também podem comprar as entradas no site www.futebolcard. A partir do dia 8, os bilhetes também poderão ser comprados nas bilheterias do Palestra Itália.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.