Norte-coreanos descartam atenção especial a C. Ronaldo

Ainda sonhando em passar para as oitavas, a Coreia do Norte enfrenta hoje Portugal, às 8h30 (de Brasília), na Cidade do Cabo. O técnico Kim Jong-hun afirmou que Cristiano Ronaldo não receberá marcação individual. "Trata-se de um jogador importante, que normalmente recebe muita atenção, mas não vamos nos concentrar somente nele", disse.

, O Estado de S.Paulo

21 de junho de 2010 | 00h00

Porém, ao falar do esquema tático que a equipe deve adotar, Jong-hun manteve o mistério, característica marcante da delegação. "Não vou falar sobre a estratégia ou tática. Não vou dizer que farei uma marcação homem a homem. Pode ser que sim, dependendo do desenrolar do jogo."

A derrota para o Brasil por só um gol de diferença na estreia deu mais confiança à delegação norte-coreana, que mesmo se empatar hoje ainda terá chances de ir às oitavas, já que a Costa do Marfim tem apenas um ponto. Se vencer, então, a equipe ficará perto da vaga. "Teremos cumprido nossa principal meta", disse o treinador. Para motivar o time a buscar a revanche, Jong-hun fez os jogadores assistirem à partida entre Coreia e Portugal na Copa de 66 - 5 a 3 para Portugal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.