AFP / JONATHAN NACKSTRAND
AFP / JONATHAN NACKSTRAND

Noruega atropela Holanda e fatura o Mundial Feminino de Handebol pela 3ª vez

Decisão da competição, disputada na Dinamarca, termina 31 a 23

Estadão Conteúdo

20 de dezembro de 2015 | 15h57

A seleção norueguesa feminina de handebol não deu chances para a zebra e confirmou o favoritismo na grande decisão do Mundial, que foi disputado na Dinamarca. Neste domingo, diante de uma surpreendente Holanda, o país, muito mais tradicional na modalidade, disparou no placar logo no início para fazer 31 a 23 e ficar com o troféu.

Esta foi a terceira conquista da Noruega na competição, sendo a segunda nas últimas três edições. A equipe havia vencido em 2011, viu o Brasil levar a melhor em 2013, mas agora volta a ficar com o troféu, que já havia faturado pela primeira vez em 1999. Já a Holanda foi a grande surpresa da competição, chegou à decisão pela primeira vez na história, mas voltará para casa de mãos abanando.

Talvez sentindo o peso de sua primeira decisão, a Holanda entrou em quadra irreconhecível neste domingo. Ao contrário da Noruega, que aproveitou-se disso e, em grande dia, disparou no placar. No intervalo, a conquista já parecia certa, uma vez que a equipe abriu 11 gols de vantagem: 20 a 9.

Na etapa final, a Holanda mostrou um pouco do desempenho que a fez chegar à final e, diante de uma Noruega relaxada, chegou a diminuir a diferença para cinco gols. Mas parou nisso. As norueguesas se estabeleceram novamente e aproveitaram o desespero das adversárias para confirmar o título.

Também neste domingo, a Romênia coroou sua ótima campanha na Dinamarca com a medalha de bronze. Comandada pela ótima jogadora Cristina Neagu, a seleção não teve maiores dificuldades para vencer a disputa do terceiro lugar diante da Polônia, por 31 a 22, e garantir um lugar no pódio.

As romenas, aliás, também foram uma das surpresas da competição, responsáveis por eliminar a seleção brasileira nas oitavas de final. Atual campeão mundial, o Brasil fez uma boa primeira fase e passou na primeira colocação do Grupo C, mas acabou caindo prematuramente e ficou longe da disputa por medalhas.

Tudo o que sabemos sobre:
handebolMundialNoruegaHolanda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.