Novidade na Espanha: a ''supermáquina'' da Ferrari

Novo pacote aerodinâmico do F2008 deixa italianos mais fortes, mas chefão da equipe prevê um duro GP

Livio Oricchio, O Estadao de S.Paulo

24 de abril de 2008 | 00h00

Apesar das duas vitórias nas duas últimas etapas do campeonato, Malásia e Bahrein, e a liderança de Kimi Raikkonen no Mundial, o novo homem forte da Ferrari, Stefano Domenicali, prevê "uma luta bem difícil" com seus adversários já a partir de amanhã, nos primeiros treinos livres do GP da Espanha, no Circuito da Catalunha. "Temos razões para estar confiantes, mas nossos concorrentes não estão mortos na tumba."Raikkonen e Felipe Massa vão estrear o novo pacote aerodinâmico testado semana passada no circuito catalão. Há uma grande novidade que chamou a atenção de todos os projetistas: a aerodinâmica dianteira do modelo F2008, com um recorte da porção superior do chassi, para o escoamento de parte do ar que flui sobre o aerofólio dianteiro. Com esse novo recurso e equipado com pneus lisos, Massa estabeleceu um tempo impressionante nos testes. "Foi o melhor carro que já pilotei na minha vida."A marca do brasileiro, 1min18s339, diante do obtido por ele mesmo ano passado para ser pole, 1min21s421, levantou certa preocupação na F-1. Os pneus lisos não explicam tamanha evolução. O responsável pelas alterações aerodinâmicas, Nicolas Tombazis, tratou de diminuir a importância do novo pacote. "Esse bico recortado não pode ser visto separadamente. Se avançamos é porque há uma série de outras novidades menos visíveis." Já o inglês Lewis Hamilton garantiu que a McLaren será outro time no Circuito da Catalunha. "Tradicionalmente vamos bem em Barcelona e com as mudanças que testamos, retomaremos nosso melhor ritmo", falou.Os caminhões da Super Aguri estavam no autódromo, ontem à noite, mas sua participação na prova não está confirmada ainda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.