''Novo Corinthians'' só vai a campo em setembro

Hoje, contra o Barueri, equipe estará sem 5 titulares

Fábio Hecico, O Estadao de S.Paulo

26 de agosto de 2009 | 00h00

O Corinthians que encara o Barueri hoje, às 21h50, na Arena Barueri, dificilmente voltará a jogar junto. A equipe atuará desfigurada, no esquema 3-5-2. O "novo Corinthians" será conhecido a partir do dia 2, no Pacaembu, diante do Santos. No clássico, Felipe, Chicão, William, Edu e Dentinho voltam. E a nova estrela, o argentino Matías Defederico, será apresentada ao torcedor. Apesar de o Huracán ainda dizer que não houve acerto, os corintianos garantem não haver mais empecilho no negócio."De ontem (segunda-feira) para hoje (ontem), a transação foi efetivamente fechada, alguns detalhezinhos que faltavam foram transpostos. O Corinthians só terá um pouquinho mais de paciência para apresentá-lo, pois falta a questão do trâmite de documentos", disse o diretor de futebol Mário Gobbi.Ontem, Defederico foi até a Polícia Federal requisitar a documentação para o pedido de visto de trabalho. Hoje, às 8 horas, ele embarca para a Argentina, em busca do visto. Volta ao Brasil amanhã e já deve ser apresentado. "Havia uma pequena diferença entre os clubes que foi sanada", disse Gobbi. O Corinthians vai pagar cerca de R$ 1 milhão a mais, além de destinar ao Huracán a renda de um amistoso em janeiro. Os argentinos não desembolsarão um centavo pela partida.O discurso do Corinthians é contraditório ao do advogado Bruno Azambuja, que representa o Huracán no Brasil. "Ainda não recebemos uma nova proposta, não aceitamos os valores oferecidos inicialmente e também não estamos sabendo do amistoso", disparou. "Sem contar que o jogador veio ao Brasil sem liberação dos dirigentes. Temos de sentar e conversar."MAIS REFORÇOSO volante Marcelo Mattos - não ficou nem no banco ontem no jogo do Panathinaikos com o Atlético de Madri - deve fechar o ciclo de contratações. Ontem, Gobbi confirmou que o Corinthians já deixou tudo acertado com o jogador e resta, apenas, um acerto financeiro com os gregos. À rádio Eldorado/ESPN, Mattos confirmou estar motivado para retornar. "Quero jogar no Corinthians agora", declarou. O Corinthians ofereceu R$ 400 mil por um ano de empréstimo. Os gregos pedem o dobro. "Há o interesse, estamos no meio da transação e vamos tentar acertar o valor e o tempo do contrato", afirmou Gobbi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.