Novo retorno de Ronaldo ganha destaque no exterior

Atuação no empate com o Guarani recebe elogios. Atacante terá semana mais leve para estar bem no clássico

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

19 de outubro de 2010 | 00h00

A volta de Ronaldo aos gramados ganhou repercussão mundial. A mídia internacional deu bastante destaque à sua atuação. No site da BBC, da Inglaterra, o colunista Tim Vickery, fez uma pergunta que demonstra todo o respeito e atenção com o jogador. "Poderá Ronaldo provar que estávamos errados de novo?", indagou o jornalista inglês, que lembrou a volta por cima do atacante na Copa de 2002 e sua capacidade em se recuperar de lesões ao longo da carreira. "Em ocasiões como essa Ronaldo pode mostrar que na batalha entre seu talento e os estragos que o tempo causa, seu talento ainda pode prevalecer", escreveu o colunista.

Para o jornal italiano Corriere della Sera, a volta de Ronaldo foi marcada pela falta de sorte. O periódico afirmou que os dois gols marcados pelo atacante foram anulados por pura falta de sorte do atacante.

Confirmado no clássico

O astro voltou aos gramados no domingo e deixou boa impressão. Embora não estivesse em forma, como há muito tempo, enquanto estava com fôlego deu boa movimentação ao ataque e fez sua parte.

E está confirmada a presença do Fenômeno em campo no domingo, no clássico contra o Palmeiras, no Pacaembu.

Mas a semana será diferente para ele. Nas anteriores, sua meta era só treinar forte para conseguir acabar com as dores na panturrilha esquerda. Já recuperado, agora ele terá de se poupar um pouco, para que não surja nenhuma lesão muscular.

Durante o jogo, Ronaldo diversas vezes demonstrou cansaço, até por causa do calor em Campinas. Mas em nenhum momento aparentou sentir dor.

Até mesmo quando saltou para cabecear não sentiu nada. "Poderia ter sido melhor (minha volta) se eu fosse melhor tecnicamente de cabeça. Esse admito que foi um gol perdido", afirmou o Fenômeno, referindo-se a um lance perdido no fim do jogo com o Guarani. O craque ainda não se conformou, contudo, com os dois gols mal anulados pela arbitragem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.