Nuzman não comenta críticas de Angelo

O presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, não quis comentar declarações do ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, que criticou as candidaturas de Estados Unidos (Nova York) e Inglaterra (Londres) aos Jogos Olímpicos de 2012, o que pode prejudicar a campanha para que a cidade do Rio de Janeiro seja a escolhida. "Essas questões que não me envolvem, eu não respondo; a próxima pergunta, por favor", reagiu Nuzman, ao ser perguntado sobre a entrevista de Queiroz para a Agência Estado. Ele já havia manifestado sua contrariedade com a repercussão de entrevista recente do prefeito do Rio, Cesar Maia, sobre a candidatura do Rio. Na oportunidade, Maia criticou vários adversários do Rio. Dias depois, o minitro do Esporte reiterou as declarações do prefeito. O Comitê Olímpico Internacional (COI) proíbe que representantes oficiais de candidaturas falem sobre os adversários. Na terça-feira, o COI vai divulgar lista das cidades que continuarão na disputa para ser sede dos Jogos de 2012. O Rio é uma das nove candidatas. "Pode ser até que as nove continuem na luta, que não haja corte", disse Nuzman, após solenidade na Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, quando apresentou aos deputados os projetos para os Jogos Pan-Americanos de 2007 e os referentes à candidatura do Rio à Olimpíada de 2012.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.