Jf Diorio/AE
Jf Diorio/AE

O 1º clássico para esquentar o Estadual

De um lado o Santos, um dos melhores em confrontos contra os rivais em 2010, do outro, o São Paulo, o pior. Confronto é na Arena Barueri

Giuliander Carpes e Sanches Filho, O Estado de S.Paulo

30 de janeiro de 2011 | 00h00

O Campeonato Paulista começa a esquentar com o primeiro grande clássico estadual da temporada. O jogo, no pouco tradicional palco da Arena Barueri, opõe times com resultados totalmente diferentes em confrontos contra os maiores rivais no ano passado. Tudo o que o São Paulo pretende, a partir das 17 horas, é inverter a gangorra que pôs o Santos sob os holofotes em 2010.

Os santistas começaram a temporada passada brilhando. Venceram o Campeonato Paulista e só perderam um clássico - diante do Palmeiras, 4 a 3 - no primeiro semestre. Pretendem repetir o sucesso, ainda mais agora que têm Elano, para aumentar a já elevada confiança para a Taça Libertadores. O São Paulo quer apagar o ano de 2010 da memória. Foi o time paulista que mais perdeu clássicos - oito, sendo metade deles para o Santos - e não conquistou nenhum título. Sonha recuperar a hegemonia perdida sobre os rivais diretos.

"Quero que meu time vença sempre", afirma o técnico tricolor Paulo César Carpegiani. "Vamos abordar o jogo com o respeito de sempre, como se fosse qualquer outro adversário, mas sabemos que é muito importante para a torcida e para a confiança dos jogadores."

Será o primeiro clássico de Adílson Batista no comando do Santos. O treinador não gostou muito das críticas à defesa nos últimos jogos e não pensa em mudar o esquema. "Tivemos chances contra o São Caetano para fazer o quarto, quinto e o sexto gols e, se tivéssemos aproveitado, ninguém estaria dando ênfase aos cinco gols que sofremos nos dois últimos jogos", declarou. "De antemão, afirmo que confio nos dois zagueiros (Edu Dracena e Durval)."

Agora as duas equipes estão entre as líderes do Estadual. O Santos, mesmo sem Neymar (na seleção sub-20) e Ganso (recuperando-se de lesão no joelho), já se candidata a ser sensação de mais uma temporada - tem 10 pontos e, novamente, ataque efetivo, com 14 gols marcados em apenas quatro jogos. O São Paulo ainda procura encontrar a formação ideal, não conta com cinco jovens que estão no Peru atrás de uma vaga na próxima Olimpíada nem com o recém-chegado reforço de Rivaldo, mas já chegou a 9 pontos, com três vitórias em quatro partidas.

Os times. Adílson Batista faz mistério em relação à escalação. O São Paulo deverá ter duas mudanças: Jean volta à lateral-direita e Fernandão entra no ataque.

O clássico será na Arena Barueri, porque o gramado da Vila Belmiro está em reforma. Na preliminar, às 14 horas, uma boa atração: o Santos feminino enfrenta o Juventus, em jogo que terá a presença de Marta.

Veja também:

linkDagoberto celebra com gols momento pessoal de alegria

linkElano, um líder que não se importa em ser coadjuvante

PAULISTÃO - tabelaClassificação | listaResultados

especialCALENDÁRIO - O caminho de cada time

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.