?O Desafiante? termina nesta terça

O reality show "The Contender - O Desafiante" chega ao fim na próxima terça-feira, dia 13 de setembro, com a luta entre os boxeadores Peter Manfredo Jr. e Sergio Mora. No episódio final, com duas horas de duração, o canal "People + Arts" também exibirá a disputa pelo terceiro lugar entre Alfonso Gomes e Jessy Brinkley. As lutas aconteceram em maio, no Caesars Palace, em Las Vegas, evento que reuniu muita gente famosa como Cameron Diaz, Cuba Gooding Jr., Justin Timberlake e Eddie Murphy. Aqui no Brasil o programa inédito irá ao ar a partir das 22h.Durante quatro meses, 16 boxeadores de vários países viveram confinados em um ginásio construído especialmente para o reality show. Lá, eles passaram Por um treinamento e lutaram entre si, expondo seus dramas familiares a cada episódio. Também conviveram com o ex-campeão Sugar Ray Leonard, um dos apresentadores do programa ao lado de Sylvester Stallone, produtor executivo do reality show junto com Mark Burnett (de "Survivor", "The Apprentice", "Eco-Challenge" ) e Jeffrey Katzenberg. Se você não quiser saber quem foi o grande vencedor, pare de ler a matéria exatamente aqui. O pugilista, que levou um milhão de dólares para casa, um contrato de quatro anos, a chance de uma carreira internacional no boxe, além do cobiçado cinturão "The Contender", falou com exclusividade à reportagem da Agência Estado. Ah, seu nome? Sergio Mora, 24 anos, norte-americano, 1,83m, 72 quilos, 12 vitórias, 3 nocautes. Nenhum empate. Nenhuma derrota.Agência Estado - Você acreditava que poderia ser o campeão do "The Contender - O Desafiante"? Teve alguma dúvida que seria um dos finalistas? Sergio Mora - Apesar de eu ser uma pessoa extremamente confiante, eu não tenho medo de admitir minhas inseguranças. Mesmo sabendo que eu tinha talento suficiente para participar do ´The Contender´, a dúvida sempre esteve e está presente em todas as lutas, não importando o quão bom ou preparado você esteja. A única diferença entre a dúvida e o medo é que o medo consome sua habilidade. No início do programa eu pensei: ´Eu estarei entre os finalistas e serei o campeão? Não.´ Mas eu sabia que tinha as mesmas chances que qualquer outro participante. E isso era suficiente.AE - Na sua opinião, qual era o lutador mais forte ao título entre os 16 boxeadores? Você apostava em qual deles para estar na final? Sergio Mora - Os favoritos eram aqueles lutadores que estavam no raking mundial. Eu lutei com três deles: Peter Manfredo Jr., Ishe Smith e Jessy Brinkley. Os três eram os mais fortes, os mais experientes e estavam entre os 15 melhores boxeadores do ranking em suas categorias. Mas eu acreditava que Alfonso Gomez merecia estar na final, tanto que quase chegou lá e ficou em terceiro lugar.AE - Sylvester Stallone chegou a declarar que acreditava que Peter Manfredo Jr. teria mais chances de ser o campeão. Como se sente Por ter vencido? Sergio Mora - Eu não achava isso tão óbvio, mas aos poucos eu fui percebendo que o Stallone estava torcendo ´à paisana´ pelo Peter. Mas foi muito melhor vencê-lo perante uma multidão de 75% de seus fãs.AE - Fale um pouco sobre seu relacionamento com Sylvester Stallone e Sugar Ray Leonard durante o reality show.Sergio Mora - Sugar Ray Leonard foi e sempre será meu ídolo no boxe. Ter conhecido e convivido com ele foi inacreditável. Ele é fantástico, dentro e fora do ringue. Você pode acreditar que eu aprendi muito com ele, em todas as chances que tive. Sylvester Stallone é um ícone do cinema Por si só, mas nós nos demos bem, seja no programa, no seu avião particular e até mesmo na sua mansão. Ele é um homem de negócios muito esperto e eu gostei de sua influência.AE - Seu apelido no boxe é "Cobra Latina". Por que tem esse apelido?Sergio Mora - Me chamam de Cobra Latina porque eu sou um amador e os repórteres me descrevem com um estilo de luta não-ortodoxo, me comparando com animais e répteis: caranguejos, cobras, etc. Eu sempre tive um estilo de luta fora do padrão. Acima de tudo eu sou alto, moreno, magro, escorregadio e rápido como uma cobra. Então, nasceu esse apelido.AE - O que passou pela sua cabeça durante a luta final? Qual foi o momento mais difícil no ringue?Sergio Mora - A parte mais difícil da luta final era estar naquele clima do Caesars Palace. Somente os grande lutadores ´acontecem´ lá. E eu tinha medo de deixar que essa grandiosidade decaísse, fracassasse.AE - Quais são seus planos? Você já pensou o que irá fazer com o prêmio de um milhão de dólares?Sergio Mora - Os meus planos são de continuar sendo eu mesmo: um boxeador humilde, mas com orgulho do que é. Um boxeador que luta para ser bem sucedido e para se entreter. Eu gostaria de continuar lutando, porque eu tenho inspirado muitas pessoas. Eu também estou inspirado, tanto que ganhei o prêmio em dinheiro. Eu ainda estou procurando a casa ideal para mim e para minha família. Minha mãe parou de trabalhar e eu estou ajudando financeiramente as pessoas que sempre fizeram parte da minha vida. Isso é fantástico!AE - É verdade que você irá lutar novamente contra Peter Manfredo Jr. no dia 15 de outubro, no Staples Center, Los Angeles, na California?Sergio Mora - Sim, eu lutarei contra ele novamente. A revanche acontecerá porque o Peter mostra-se um lutador de valor. A pessoas realmente apreciam assistir a esta luta e vou gostar de fazer parte dela. Ela será dura, mas muito boa! Nós já lutamos diante de uma platéia de 5 mil pessoas em Las Vegas, agora nós estaremos lutando na minha área, no meu ´quintal´, Los Angeles, California, no Staples Center, para 11 mil pessoas. Essa será uma noite mágica e excitante. Eu prometo.AE - Que conselho você daria para os boxeadores iniciantes?Sergio Mora - O conselho que eu tenho, não apenas para os lutadores, mas para qualquer um que deseja alcançar um sonho é saber quanto você é talentoso o suficiente para se agarrar a esse sonho. Ele nem sempre se torna realidade, mas Deus tem um destino para todos. Apenas preste bastante atenção nos sinais Dele. Se você fizer isso, mesmo que você queira desistir do seu sonho, Ele não vai permitir. Confie em mim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.