O etíope Gebrselassie quebra recorde mundial na maratona

Fundista faz 2h04min26 e bate marca que era de Paul Tergat há 4 anos

O Estadao de S.Paulo

01 de outubro de 2007 | 00h00

O etíope Haile Gebrselassie quebrou ontem, em Berlim, o recorde mundial da maratona , estabelecido pelo seu grande rival Paul Tergat, do Quênia, há quatro anos, na mesma competição. Gebrselassie fez os 42 quilômetros e 195 metros em 2h04min26. Tergat havia corrido a maratona alemã em 2h04min55, em 2003. Gebrselassie, de 34 anos, bicampeão olímpico e quatro vezes campeão mundial dos 10 mil metros, já havia prometido atacar o recorde na 34ª edição da Maratona de Berlim. Os quenianos Abel Kirui (2h06min51) e Salim Kipsang (2h07min29) terminaram em segundo e terceiro.O etíope tinha tentado melhorar o recorde mundial na prova de 2006, mas nos últimos seis quilômetros o vento contrário o forçou a diminuir o ritmo. Este ano, as condições ajudaram. ''''Não me pergunte se estou orgulhoso. Não há palavras suficientes para explicar. As condições eram perfeitas, apesar de haver um pouco de vento, mas perfeitas. Agradeço aos alemães que me animaram no percurso'''', comentou o etíope. O maratonista disse que viu o tempo nos 20 km e achou que o recorde poderia ser quebrado ontem. ''''Ao redor dos 35 km eu sabia que quebraria a marca. Foi onde eu tive problemas no ano passado.''''Berlim é tido como um circuito rápido e esta foi a terceira vez que uma marca mundial é batida na cidade. Quem abriu a série de recordes foi o brasileiro Ronaldo da Costa, com 2h06min05 em 1998.Concentrado nas lucrativas corridas, Gebrselassie deixou as provas de pista em 2004. Ontem ganhou 50 mil pela vitória, mais 50 mil de bônus pelo recorde e, no total, somando outras premiações, ganhou 250 mil em Berlim (R$ 655 mil).O ex-recordista mundial Paul Tergat, conhecido dos brasileiros por ser pentacampeão da São Silvestre, disse que Gebrselassie mereceu o recorde. ''''Não há melhor pessoa para bater o meu recorde. Havia corrido a prova em 2h06, depois em 2h05 e agora em 2h04. Queria esse recorde há algum tempo.'''' Tergat, de 38 anos, acha que a marca de Gebrselassie não será batida por muito tempo.Gebrselassie tem planos de voltar a Berlim para disputar a maratona no Mundial de 2009 e de correr na Olimpíada de Pequim, em 2008.A etíope Gete Wami (2h23min15) venceu a prova feminina, seguida da alemã Irina Mikitenko (2h24min51) e da queniana Helena Kirop (2h26min27).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.