O homem-gol do Palmeiras...

Tem jogador que perde o sono quando o técnico fala que é dele a responsabilidade de decidir uma partida. E tem jogador que diz: "Ótimo. Sinal de que tenho a confiança do treinador." Este é Alex Mineiro. Ao tomar conhecimento de que Vanderlei Luxemburgo o aponta como "o cara que pode fazer a diferença no clássico", o centroavante sorriu e, com a mesma objetividade que mostra dentro da área, cravou: "Sou a referência do time desde o Campeonato Paulista. Fui o goleador, luto agora pela artilharia do Brasileiro e é bom saber que tenho todo esse respaldo do treinador. Não considero isso como aumento da responsabilidade, mas como incentivo."Parecem frases de um centroavante falastrão, como Túlio Maravilha. Mas é a autoconfiança de quem foi contratado para ser "matador". E não decepcionou. Alex Mineiro foi chamado em dezembro, antes mesmo da chegada de Luxemburgo - era um sonho antigo da diretoria. Em 55 jogos, ele já balançou a rede 35 vezes - o mesmo número de gols que Edmundo somou em dois anos. O carequinha busca agora superar Vágner Love, o jogador com mais gols pelo Palmeiras nesta década: 49 em 66 jogos. Quietinho, o camisa 9 acredita que chega lá. A tendência, segundo dois diretores do Palmeiras, é de que o contrato do atacante seja renovado em dezembro e que ele dispute a Libertadores. Terá tempo de sobra, assim, para superar Love.Mas antes o objetivo dele é a artilharia do Brasileiro. Alex Mineiro está com 17 gols, três a menos que o santista Kléber Pereira. "Eu quero muito ser o artilheiro porque, fazendo gols, ajudo meu time. E esta é uma ?rodada-chave? para mim, porque o Kléber Pereira está suspenso."O São Paulo que se cuide. "Já fiz um gol neles este ano e espero marcar de novo. " O discurso seguro é fruto da experiência adquirida em 13 anos de carreira, 33 de vida. Alex começou no América-MG em 1995, esteve no grupo do Cruzeiro campeão da Libertadores em 1997, passou por Bahia e Vitória, mas só foi ganhar notoriedade no Atlético-PR campeão brasileiro de 2001. Ele fazia dupla com Kléber Pereira e tinha o hoje são-paulino Dagoberto na reserva.Alex Mineiro tem esperança de que o Palmeiras volte à liderança. É preciso vencer o São Paulo e torcer para o Grêmio tropeçar na Portuguesa. O jogo começa no Canindé logo após o clássico no Palestra. "Moro num prédio pertinho. Dá para correr pra casa e ver o segundo tempo deles pela tevê", diz o camisa 9. "Não gosto de falar que vou ?secar? o Grêmio. Mas vou torcer pela Portuguesa", emenda, sorrindo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.