O recorde é australiano; o biquíni, brasileiro

O chamativo biquíni cor-de-rosa que a australiana Sophie Edington, recordista mundial dos 50 metros costas, usou na piscina do Parque Aquático de Sydney durante a seletiva olímpica do país, tem assinatura de designer brasileiro. Mais exatamente de nadadora brasileira: é by Fabíola Molina. Sophie usa, importa e vende maiôs criados pela estrela da natação nacional, como ela uma especialista no estilo costas. Edington, que defenderá a Austrália nos Jogos Olímpicos de Pequim, em agosto, importa os maiôs e com o lucro das vendas financia sua carreira.O maiô é um tema muito presente na natação, numa das principais seletivas do mundo - a Austrália deve brigar com os Estados Unidos pela maioria das medalhas olímpicas em Pequim - e quando caem vários recordes com o novo maiô LZR Racer. O traje foi usado em 16 dos 17 recordes quebrados desde 16 de fevereiro.Mas os biquínis e sunquínis nacionais fazem sucesso entre as mulheres da natação há algum tempo. Brasileiros, como Tatiana Lemos e o marido de Fabíola Molina, Diogo Yabe, também nadadores, já montaram ?barraquinha? em áreas de aquecimento, como no Pan de Santo Domingo, em 2003, para impulsionar a vendas das peças, que hoje já são importadas e revendidas no exterior."As meninas dos EUA adoram esse tipo de biquíni", observa Fabíola, que está em Ispra, no Lago Maggiori, Itália, treinando para o Mundial de Piscina Curta de Manchester (ING), de 9 a 13 de abril.O estilo das peças brasileiras chama atenção pela modelagem e padronagem. Coloridos e mais cavados, biquínis e sunquínis agradam as estrangeiras. "Elas não têm esse tipo de modelagem nos países em que vivem", explica Tatiana Lemos. Também as cores quentes - e estampas com flores ou manchadas - fazem sucesso entre as compradoras. Mas são modelos para o aquecimento e mais usados em piscinas abertas. Na hora da largada, o traje é a peça inteiriça, grudada ao corpo, que diminui o atrito com a água, peças que surgiram na Olimpíada de Sydney, disputada no ano 2000.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.