O Rei do Futebol está fora da cerimônia

No mesmo dia em que o Brasil celebrar o direito de receber sua segunda Copa do Mundo, o maior símbolo do futebol nacional estará na Europa, mas não na festa preparada pela Fifa, em Zurique. Pelé não foi convidado pela Confederação Brasileira de Futebol a participar do evento. Hoje, estará ocupado em uma feira de esportes, na cidade de Colônia, Alemanha, onde promoverá uma empresa de grama sintética.A ausência do Rei do Futebol na cerimônia causou estranheza. Michel Platini, ex-jogador e atual presidente da Uefa, manifestou-se publicamente a respeito do assunto anteontem, questionando repórteres brasileiros. "Por que Pelé não está envolvido na promoção da Copa no Brasil? Ele é o futebol brasileiro!" Os representantes da CBF na cerimônia são o presidente Ricardo Teixeira, o assessor de imprensa Rodrigo Paiva, o atacante Romário (embaixador da candidatura), o técnico Dunga e o escritor Paulo Coelho.A posição da CBF é de que Pelé será utilizado na divulgação da Copa em momento oportuno. Mas o próprio ex-jogador estaria reticente em vincular seu nome à organização do Mundial. Sua principal preocupação é que possíveis problemas com questões financeiras, políticas e até administrativas acabem respingando em sua imagem vencedora.Pelé e Ricardo Teixeira romperam relações por quase uma década, mas voltaram a se falar pouco mais de cinco anos atrás. À época, o ex-jogador ocupava a cadeira de ministro extraordinário dos Esportes. O presidente da CBF era investigado por duas CPIs.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.