Oeste vence Água Santa em jogo atrasado por causa da chuva em Itápolis

Num jogo que ficou parado por uma hora e meia por causa das fortes chuvas que caíram no estádio dos Amaros, o Oeste ganhou fôlego na sua luta contra o rebaixamento ao vencer o Água Santa por 1 a 0, neste sábado, pela oitava rodada do Campeonato Paulista. Além de aguardar pela diminuição da chuva, a arbitragem também esperou que dezenas de rodos e até bombas fossem utilizadas para deixar o gramado em condições mínimas para a prática do futebol.

Estadão Conteúdo

05 de março de 2016 | 20h04

Mesmo assim, é claro, o jogo ficou comprometido tecnicamente. Com a vitória, o Oeste passou a ter oito pontos, ainda na lanterna do Grupo A e na zona de queda. Enquanto isso, o adversário continua com 11 pontos e pode perder a vaga na zona de classificação do Grupo D.

Antes mesmo de a bola rolar, a chuva já mostrava que não iria dar trégua. Tanto que o árbitro Luiz Vanderlei Martinucho teve que paralisar o confronto aos oito minutos do primeiro tempo, pois o gramado não tinha condições de jogo. Jogadores e comissões técnicas aguardaram no banco de reservas até que a situação se amenizasse.

Quando a chuva cessou, funcionários do Oeste entraram em campo para tentar escoar a água. Uma bomba de drenagem foi posta na intermediária ofensiva do clube da casa. Após 90 minutos de paralisação, a bola finalmente voltou a rolar em Itápolis.

O Água Santa começou o confronto mais ligado, buscando a meta adversária até mesmo com chutes de longa distância e lançamentos pelo alto. Mas, aos 41 minutos do primeiro tempo, quem abriu o placar foi o Oeste. Voltando após se recuperar de uma fratura na costela, o atacante Ricardo Bueno acabou empurrado dentro da área e viu o árbitro assinalar a penalidade. Na cobrança, ele mesmo colocou o time da casa em vantagem no placar.

Os dois times alternaram boas jogadas no início da etapa final, mas o bola não tocou mais as redes. Ricardo Bueno foi quem mais tentou ampliar a vantagem do Oeste, enquanto o Água Santa jogava para pelo menos deixar Itápolis com um ponto, mas sem nenhum sucesso.

No próximo sábado, o Água Santa vai até São Paulo enfrentar o Santos no Pacaembu, às 18h30, pela nona rodada. Já o Oeste volta a campo apenas no domingo, contra o Mogi Mirim, no estádio Romildo Ferreira, às 18h30.

FICHA TÉCNICA

OESTE 1 x 0 ÁGUA SANTA

OESTE - Jeferson Romário; Léo Príncipe, Brinner, Daniel Gigante e Fernandinho; Elivelton, Betinho, Marcelinho Paraíba (Patrik Silva), Maurinho (Leandro Mello); Mazinho (Renato Kayzer) e Ricardo Bueno. Técnico: Renan Freitas.

ÁGUA SANTA - Roberto (Richard); Jonathan, Eli Sabiá, Gustavo e Bruno Ré; André Rocha (Geovane), Sérgio Manoel, Éder Loko e Francisco Alex (Tchô); Rafael Santiago e Everaldo. Técnico: Márcio Ribeiro.

GOL - Ricardo Bueno, aos 41 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Luiz Vanderlei Martinucho.

CARTÕES AMARELOS - Marcelinho Paraíba e Leandro Mello (Oeste); Eli Sabiá (Água Santa).

RENDA E PÚBLICO - não disponíveis.

LOCAL - Estádio dos Amaros, em Itápolis (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.