Oferta da Rússia não empolga Paulinho

Paulinho faz caretas e balança a cabeça negativamente quando o assunto é sua possível transferência para o CSKA, da Rússia. O clube russo fez uma oferta de 10 milhões (cerca de R$ 26 milhões) para contratar o volante, mas ele não parece disposto a deixar o Corinthians.

FÁBIO HECICO, O Estado de S.Paulo

16 de junho de 2012 | 03h04

"Minha vontade é a de ficar no Corinthians. Até o fim do ano ao menos. E tem mais, não chegou nada", disse, irritado, ao Estado. "As pessoas ficam inventando essas notícias para desestabilizar. Converso com meu representante todos os dias e não há nada concreto, não tenho porque ficar mentindo", falou. "Querem tumultuar o ambiente e não vão conseguir. Estamos concentrados na meta (Libertadores) e não vamos perder o foco."

Os russos procuraram o Pão de Açúcar, que detém 45 % do volante - outros 45 são da BMG e 10 do Corinthians - para dizer que têm o valor e saber se seria suficiente para tirá-lo do País após a Libertadores. José Carlos Brunoro, gerente do Pão de Açúcar, confirmou a oferta. Ele já havia recebido sondagens de Roma e Internazionale, recentemente. Mas nada está no papel.

De olho numa vaga na seleção brasileira e na Copa de 2014, Paulinho já adiantou às pessoas que tomam conta de sua carreira e também aos dirigentes do Timão que só sai se for uma coisa muito vantajosa para todos.

Sem muito poder na negociação, o Corinthians disse aos "parceiros" que Paulinho vale pelo menos 15 mi (R$ 39 milhões).

Mas o presidente Mário Gobbi garantiu ontem que o volante não sai: "O Paulinho não vai sair do Corinthians. É desejo do jogador permanecer e temos um acordo para ele ficar'', disse.

CORINTHIANS. TITE USARÁ O TIME RESERVA CONTRA A PONTE PRETA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.