Olimpíada: estragos causados pela chuva no Rio preocupam COI

Maior problema seria a linha 4 do Metrô, que a prefeitura garante ter recursos para terminar

AE, Agência Estado

28 de abril de 2011 | 18h57

RIO - A diretoria do Comitê Olímpico Internacional (COI) demonstrou nesta quinta-feira preocupação com os estragos provocados pela chuva que atingiu na segunda a Tijuca, bairro da zona norte que abriga o Maracanã - palco da abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos de 2016.

A informação foi passada pelo secretário estadual de Transportes, Júlio Lopes. A equipe internacional encerrou nesta quinta mais uma visita ao Rio para verificar o andamento das obras para a Olimpíada.

"O governador Sérgio Cabral tranquilizou a todos, dizendo que os recursos para a obra (no entorno do Maracanã) já foram solicitados e que o problema será solucionado", disse Júlio Lopes, enquanto o COI vistoriava as escavações da Linha 4 do metrô, na Barra da Tijuca.

De acordo com o presidente do Comitê Internacional, Jacques Rogge, que não veio ao Rio, o metrô será vital para o deslocamento do público que assistirá às apresentações esportivas na zona oeste. A previsão é que a linha 4 - que vai ligar a zona sul à Barra - esteja pronta em dezembro de 2015, a seis meses dos Jogos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.