Olimpíadas: Brasil terá recorde de mulheres

A delegação brasileira em Atenas terá um número recorde de mulheres, segundo informe divulgado nesta quinta-feira pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Ao todo, serão 95 atletas - uma a mais que nos Jogos Olímpicos de Sydney, em 2000. A responsável pelo recorde foi a paulista Maíla Machado, que no último domingo, atingiu o índice olímpico na prova de 100m com barreiras, ao fazer o tempo de tempo de 12s97, durante a etapa de Mar del Plata do GP Sul-Americano.O COB trabalha com a previsão de contar com a presença de 105 mulheres em Atenas. Além do próprio atletismo, ainda restam algumas modalidades ainda não definiram suas vagas femininas, casos do badminton, ciclismo, esgrima, luta livre, natação, natação sincronizada, remo, tênis, triatlo e vela. De acordo com projeções do Comitê Olímpico Internacional (COI), estima-se que em Atenas 44% dos atletas serão do sexo feminino. Veja como foram as participações das mulheres brasileiras na história dos Jogos Olímpicos: Los Angeles (1932) ? 1Berlim (1936) ? 6Londres (1948) ? 11Helsinque (1952) ? 5Melbourne (1956) ? 13Roma (1960) ? 1Tóquio (1964) ? 1Cidade do México (1968) ? 4Munique (1972) ? 5Montreal (1976) ? 7Moscou (1980) ? 15Los Angeles (1984) ? 22Seul (1988) ? 35Barcelona (1992) ? 52Atlanta (1996) ? 66Sydney (2000) - 94

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.