Sang Tan/AP
Sang Tan/AP

Olimpíadas no Rio terão consultoria de Tony Blair, diz Cabral

Ex-primeiro ministro britânico comandou a campanha e inciou a organização dos Jogos de Londres, em 2012

ALEXANDRE RODRIGUES, Agencia Estado

30 de janeiro de 2010 | 13h13

Em viagem à Inglaterra em busca de cooperação e experiência internacional para a organização da Olimpíada de 2016 no Rio, o governador fluminense, Sérgio Cabral (PMDB), anunciou neste sábado que o ex-primeiro ministro britânico, Tony Blair, prestará consultoria ao comitê de organização dos jogos cariocas.

Cabral se reuniu com Blair em Londres, cidade que conquistou o direito de sediar a Olimpíada de 2012 durante o mandato do político trabalhista. Segundo o governador, Blair deve começar a trabalhar para o Rio em maio, mas o governo estadual não custeará os serviços. Ele quer que empresários patrocinem a contratação do britânico.

"Antes do encontro com o Blair, iniciei contatos com empresas e tenho certeza de que elas não nos faltarão, como não faltaram durante a campanha para o Rio ser a sede olímpica em 2016. Agora, farei um chamamento geral ao setor privado para contratar o ex-primeiro-ministro. Em maio, ele já deve dar uma palestra no Rio e assinar o contrato", disse Cabral.

No final do ano passado, Cabral havia anunciado a contratação de outro expoente internacional, o ex-prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani, como consultor. Conhecido pela redução da violência na cidade americana com a política de "tolerância zero", Giuliani ajudaria no planejamento de ações de segurança para a Olimpíada e para a Copa de 2014. No entanto, Cabral teria desistido ao receber um orçamento muito alto do americano.

Segundo o governador, os honorários de Blair ainda não foram definidos, mas o investimento ajudaria a aperfeiçoar o planejamento dos jogos. "Tony Blair é o grande responsável pela vitória e pela preparação de Londres para sediar a Olimpíada de 2012", afirmou Cabral, ao sair da casa de Blair na companhia do ministro do Esporte, Orlando Silva, e o presidente do Comitê Organizador dos Jogos do Rio, Carlos Nuzman.

Cabral segue no domingo para Madri, onde falará sobre os projetos de infraestrutura do Estado do Rio numa conferência. Ele finaliza sua viagem à Europa em Barcelona, que sediou os Jogos de 1992, para visitar o Parque Olímpico e conversar com o ex-prefeito Pasqual Maragall, que governou a cidade durante na época do evento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.