''Onde sou escalado me dedico''

Entrevista - Jorge Henrique: atacante do Corinthians; polivalente, jogador anda em alta com o técnico e com a torcida por atuar[br]em várias posições, render bem e jamais reclamar

Fábio Hecico, O Estadao de S.Paulo

23 de agosto de 2009 | 00h00

Não importa o time, jogar fora de posição é um tormento para vários jogadores. São raros os curingas. Um deles estará em campo hoje, diante do ex-clube, o Botafogo, tentando colocar de vez o Corinthians na briga pela tríplice coroa: o polivalente Jorge Henrique, autor de 10 gols em 41 partidas. Com espírito de luta e sempre disposto a contribuir, é chamado pelo chefe de "taticamente perfeito." Humilde, disse ao Estado que é apenas um lutador.Incomoda ou traz mais cobrança o fato de o Mano tê-lo definido como taticamente perfeito?É muito bom receber elogios do treinador. Na verdade, é um reconhecimento pelo que venho fazendo nos treinos e jogos, minha dedicação. Sou lutador e estou muito feliz por ser considerado importante.No início da carreira imaginava jogar em diversas posições?Que nada. Quando comecei, no Náutico, só pensava em jogar de atacante, em fazer gols.E agora, como se define? Teria facilidade em montar seu currículo?É complicado, mas sou atacante (risos). Na verdade já atuei como ala pela esquerda desde o Botafogo, fui meia, ponta-esquerda e até lateral-direito.Já jogou na direita?Sim, diante do Inter, poucos viram, mas comecei na direita com o Jucilei jogando mais pelo meio. Só depois que o Mano me empurrou para a frente.E como faz para não decepcionar?A força de vontade conta muito. Onde sou escalado me dedico bastante, não deixo de lutar. Às vezes não dá na técnica, então a garra tem de se sobressair. E, quando o treinador o coloca em várias posições, é porque acredita que você tem potencial para realizá-las. Estou sempre à disposição.No primeiro turno você ficou no banco contra o Botafogo. Como será agora, desde o começo contra seu ex-clube?É muito especial, um gostinho diferente. Fui muito bem recebido, até hoje tenho amigos por lá, mas agora visto a camisa do Corinthians e tenho de honrá-la.Então você pode ajudar a afundar ainda mais o ex-time?Olha, vou fazer de tudo para o Corinthians ganhar, para entrarmos na briga pelo título. Depois deste jogo torço pelo Botafogo e acredito que ele não vai cair.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.