Tim Wimborne/Reuters
Tim Wimborne/Reuters

Organizadores dos Jogos de Londres tentam evitar 'estufa' no Parque Aquático

Calor de até 30° em Londres prejudica rotina de treinamento dos nadadores olímpicos

AE-AP, Agência Estado

26 de julho de 2012 | 11h38

LONDRES - Os organizadores dos Jogos de Londres se esforçaram para entregar todas as obras antes do prazo, mas, nas vésperas da Cerimônia de Abertura, estão tendo que conviver com o primeiro problema estrutural. As altas temperaturas do verão londrino estão transformando o Parque Aquático em uma "estufa", conforme definem atletas que treinam lá há dois dias.

De acordo com os nadadores e seus técnicos, a temporada dentro do Parque Aquático tem chegado a 30.º C tanto no deck quanto nas arquibancadas, causando sensação de estufamento em quem está fora da piscina.

"Eles estão tendo alguns problemas com o equipamento de controle climático. Isso pode ser um problema para fãs e jornalistas. O Comitê Organizador dos Jogos fez um evento teste em março, mas eles provavelmente não esperavam um calor desse", comentou o diretor executivo da Fina (Federação Internacional de Natação, na sigla em inglês), Cornel Marculescu.

No congresso técnico desta quinta-feira, os organizadores dos Jogos anunciaram que estão trabalhando com a unidade de ar condicionado para deixar o deck da piscina em 27.º C, temperatura semelhante à da piscina, que deve, pelo regulamento da Fina, estar a 26,5.º C. A tendência, porém, é na próxima semana faça menos calor em Londres.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.