Orlando Duque troca penhascos por árvores gigantes na Amazônia

Campeão em Barcelona aventura-se na selva em saltos de 30 metros no rio

O Estado de S. Paulo

19 de março de 2014 | 17h05

SÃO PAULO - Estrela mundial do salto de penhasco, Orlando Duque resolveu trocar de cenário e explorar outro lado da natureza, desta vez mais perto de casa. Campeão no salto ornamental em grande altitude (high diving), no Mundial de Esportes Aquáticos de Barcelona, no ano passado, o colombiano Orlando Duque volta à América do Sul para conhecer as árvores gigantes da Amazônia.

 

Numa expedição na divisa de seu país natal com Peru e Brasil, Duque conviveu com índios e a vida selvagem da mata quase intocada e fez o que sabe de melhor, saltar, de altitudes de aproximadamente 30 metros em árvores como a Cauchi, encontrada na tribo Palmari, no Amazonas.

Depois de aprender a escalar árvores gigantes e compartilhar sua técnica com os moradores do rio por 10 dias, Duque volta à sua rotina preparatória para o campeonato mundial de salto de penhasco, organizado pela Red Bull, em que terminou em terceiro lugar em 2013. "Eu sempre quis pular de plataformas naturais e nada poderia ser melhor do que saltar dessas árvores gigantes localizadas em uma das reservas naturais mais importantes do mundo", disse sobre a aventura.

 

A abertura do Red Bull Cliff Diving 2014 competição será em 10 de maio na capital de Cuba, Havana. Estados Unidos, Irlanda, Noruega, Portugal, Ucrânia e Espanha fazem parte do circuito, que se encerra em outubro na praia de Icaraí, no Rio de Janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.