Osasco é bicampeão da Superliga Feminina

A Finasa/Osasco conquistou o bicampeonato da Superliga Feminina de Vôlei, nesta quarta-feira, ao fechar a série melhor-de-cinco jogos contra o MRV/Minas por 3 a 1. No confronto decisivo, em Belo Horizonte, a equipe paulista ganhou por 3 sets a 1, com parciais de 25/17, 25/18, 19/25 e 25/20."A regularidade foi a tônica do campeonato. Nosso time foi o que menos errou. A gente mereceu este título. Não pelo jogo de hoje, mas por toda a campanha", disse o técnico José Roberto Guimarães, que terá poucos dias de descanso - terá de se reunir o mais breve possível com a comissão técnica da seleção brasileira feminina de vôlei, que tem pouco tempo de treinamento para a Olimpíada de Atenas, em agosto."As meninas terão um descanso de pelo menos duas semanas. Mas eu não posso descansar tudo isso. Já tenho de pensar na seleção", afirmou Zé Roberto.Osasco comandou o jogo nos dois primeiros sets, vencendo fácil. O time de Minas, comandado por Chico dos Santos, só reagiu na terceira parcial. "Jogamos os primeiros sets muito mal. Pedi mais alegria e garra. Tentamos de tudo nos dois últimos sets, mas a Finasa foi melhor, mereceu a vitória", lamentou o treinador do MRV.Após o jogo, a levantadora Fernanda Venturini estava radiante pela conquista do seu 11º título da Superliga. "Estou muito feliz, pois foi uma final eqüilibrada. Ano que vem vou brigar pelo meu 12º campeonato", prometeu a jogadora.O título foi a consagração de uma campanha perfeita de Osasco. Afinal, a equipe terminou a primeira fase da Superliga invicta, com 20 vitórias. Além disso, revelou a ponta Mari, que recebeu o troféu de maior pontuadora da competição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.