Osasco fica a uma vitória do título

O Finasa/Osasco está a uma vitória do título da Superliga Feminina de Vôlei. Jogando em casa, no ginásio José Liberatti, a equipe derrotou o Rexona-Ades por 3 sets a 2 (21/25, 25/17, 12/25, 25/20 e 25/23), nesta quarta-feira, e abriu 2 a 0 na série melhor-de-cinco jogos que define a campeã. A próxima partida será sábado, em Niterói (RJ).A derrota desta quarta-feira deixou Bernardinho, técnico do Rexona, extremamente irritado. "Um pouco de respeito, por favor. Eu não vou falar! Me deixa respirar!", berrou o treinador após o jogo. Ele saiu correndo da quadra, bufando. Antes de chutar e quebrar a porta do vestiário, que estava trancada, gritou e fez sinais para que a imprensa se afastasse dele.Do outro lado da quadra, José Roberto Guimarães, técnico do Osasco, deu declarações rápidas e correu para o vestiário, ao lado do de Bernardinho, para rezar. "Do coração eu não morro mais", brincou.Apesar da vantagem de 2 a 0 na série, Zé Roberto prefere manter a calma para o terceiro confronto. "Esses dois jogos não significam nada. Temos três jogos pela frente. Eu esperava outro jogo difícil, com outro 3 a 2", revelou o treinador do Osasco. "Vamos começar do zero e trabalhar psicologicamente." Protesto - Quem também ficou indignada com o resultado foi Fernanda Venturini, esposa de Bernardinho e levantadora do Rexona. "O juiz roubou no tie break, era a bola do jogo. Ele roubou e não conseguimos virar depois", reclamou a jogadora, sem perder a esperança. ?A gente pode muito bem inverter essa série. Temos de tocar para frente."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.