Oscar admite que teve encontro com médico do Chelsea

O meia Oscar confirmou nesta sexta-feira que esteve mesmo com um médico do Chelsea na última terça, quando a seleção brasileira desembarcou na Inglaterra para a disputa dos Jogos Olímpicos. No dia seguinte ao encontro, os dirigentes da CBF se apressaram para desmentir a história, para não passar a impressão de que os jogadores estão mais preocupados com as negociações do que com a preparação para a Olimpíada de Londres.

MATEUS SILVA ALVES, Agência Estado

20 de julho de 2012 | 20h19

Titular da seleção olímpica, o jogador do Inter negou que já tenha assinado contrato com o clube inglês, mas confirmou que entregou exames médicos para o profissional do Chelsea. "Para não atrasar a seleção, um médico do Chelsea estava atrás (do ônibus) com o carro. Só entreguei o exame e fui atrás com ele", contou Oscar.

Depois do amistoso desta sexta-feira, quando o Brasil venceu a Grã-Bretanha por 2 a 0, em Middlesbrough, Oscar trocou de camisa com o atacante inglês Sturridge, que será seu futuro companheiro no Chelsea. O clube inglês vai pagar quase R$ 80 milhões para tirá-lo do Inter.

Apesar do acordo estar fechado, Oscar estava muito reticente em falar sobre sua transferência. Tanto que fez questão de dizer que esse assunto não está atrapalhando sua preparação para a Olimpíada. "Só estou pensando na seleção", garantiu o garoto de apenas 20 anos.

Tudo o que sabemos sobre:
OlimpíadafutebolOscarChelsea

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.