Oscar: ''Os culpados são os que não quiseram jogar''

Quando o Brasil participou pela última vez de uma Olimpíada, ele ainda estava em quadra. Ontem, como comentarista do Sportv, Oscar Schmidt criticou a Confederação Brasileira de Basquete (CBB) e os atletas que não quiseram defender a seleção no Pré-Olímpico de Atenas."Não se pode colocar a culpa nesses meninos. Eles foram lá para a Grécia, passaram vergonha, mas deram a cara para bater", declarou o eterno camisa 14 da seleção brasileira. "Os culpados são os cinco ou seis que não quiseram jogar, que alegaram contusões e deixaram o time na mão."Oscar também analisou o desempenho do time comandado por Moncho Monsalve durante o Pré-Olímpico Mundial. "Eles mostraram uma atitude muito nervosa. O estado emocional da seleção brasileira e uma bela atuação do senhor Dirk Nowitzki foram as chaves da vitória da Alemanha", acrescentou.O ex-atleta declarou que a CBB deve, de agora em diante, cuidar apenas da seleção brasileira, deixando a organização dos campeonatos por conta dos clubes. "O papel da confederação é convocar as seleções, cuidar da logística", argumentou. "Agora a CBB não está fazendo bem nem uma coisa nem a outra", analisou. "O Grego (presidente da CBB) tem de chamar os jogadores da NBA e convencê-los a defender a seleção." Em 2005, Oscar criou a Nossa Liga de Basquete, que organizou um campeonato e depois desapareceu, sem fazer sucesso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.