Pistorius sonha com os Jogos de Londres
Pistorius sonha com os Jogos de Londres

Oscar Pistorius só poderá participar do revezamento se abrir a disputa

Decisão da IAAF teria como objetivo evitar perigo aos outros atletas

Estadão.com.br

26 de agosto de 2011 | 10h04

DAEGU - O corredor sul-africano Oscar Pistorius, só poderá disputar o revezamento 4 x 400 metros do Campeonato Mundial de Atletismo de Daegu se for o primeiro a correr na equipe de seu país. "A única coisa que disse para a Federação Sul-Africana (de Atletismo) é que, se ele pretende disputar o revezamento, tem de ser o primeiro a largar para evitar perigo aos outros atletas", disse o presidente da Federação Internacional de Atletismo (IAAF) Lamine Diack.

No Mundial, Pistorius, que é deficiente físico (teve parte das duas pernas amputadas), deve se tornar o primeiro atleta a atuar em um evento não paraolímpico com a ajuda de próteses. Diack afirmou que quer o sul-africano fazendo a largada da prova pois nesta fase da prova de revezamento, os atletas são obrigados a obedecer suas respectivas raias.

Pistorius não quis polemizar sobre a posição do presidente da IAAF. Diz que sequer sabe se vai mesmo disputar o revezamento. "Se tiver a oportunidade de correr o revezamento, ficarei orgulhoso de fazê-lo. Corri em muitos revezamentos, em diferentes próteses e nuca tive nenhum problema ou incidente então, só vou ouvir o que me disseram e fazer o meu melhor."

Apesar de alguns especialistas contestarem o fato, Pistorius garante que suas próteses não oferecem nenhuma vantagem sobre os adversários. Sua principal meta é fazer um bom Mundial e, assim, aumentar as chances de realizar seu grande sonho: o de disputar a Olimpíada de Londres.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.