Oscilação da seleção de vôlei preocupa Zé Roberto no Pan

O seleção brasileira feminina de vôlei bateu o Peru por 3 sets a 1 e garantiu a segunda vitória consecutiva nos Jogos Pan-Americanos, mas o desempenho do time de Zé Roberto Guimarães ainda não convenceu. A equipe precisou de cinco sets para bater Porto Rico na estreia e, neste sábado, cometeu uma sequência de erros que custou o primeiro set.

NATHALIA GARCIA, Estadão Conteúdo

18 de julho de 2015 | 20h09

"Nós perdemos o primeiro set porque cometemos erros em demasia, coisa que não é característica do time do Brasil. Na hora que o time se acalmou um pouco e começou a pensar nas característica individuais dos adversários, a gente começou a posicionar melhor o bloqueio, a defesa começou a jogar e os contra-ataques saíram", avalia o treinador.

Zé Roberto se preocupa com a oscilação das jogadoras, que não tiveram tempo de preparação suficiente para melhorar o entrosamento devido ao calendário apertado. "Fico tranquilo quando a gente tem um jogo mais uniforme, de poucos erros", afirma.

As atletas reconhecem que é preciso ter atenção extra contra o próximo adversário, os Estados Unidos, na segunda-feira. "A gente vai ter de ajustar rápido, não pode dar esse vacilo que a gente deu no começo do set contra os Estados Unidos. Tem que entrar no jogo desde o começo e impor nosso ritmo", diz o oposto Joycinha.

A ponteira Jaqueline também já pensa na sequência da competição. "A gente tem que tirar esses erros porque depois fica complicado para buscar o placar. A gente tem que iniciar bem, os jogos vão ser complicados daqui para frente", projeta.

Tudo o que sabemos sobre:
Jogos Pan-Americanosvôlei

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.