Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians

Oswaldo pede a chegada de reforços ao Corinthians para 2017

Com a derrota para o Cruzeiro, o clube paulista ficou de fora da Libertadores

O Estado de S.Paulo

12 de dezembro de 2016 | 11h45

A derrota por 3 a 2 para o Cruzeiro, domingo, no Mineirão, deixou o Corinthians fora da próxima edição da Copa Libertadores e expôs deficiências do elenco. Após o confronto válido pela rodada final do Campeonato Brasileiro, o técnico Oswaldo de Oliveira evitou fazer críticas ao elenco, mas avisou que vai pedir a chegada de reforços para ter um time mais competitivo em 2017.

"Temos jogadores de valor, mas, em posições pontuais, precisamos fazer algumas contratações, revigorar a equipe com experiência e qualidade em alguns pontos. Isso tem que ser feito para que a equipe renda o que rendeu em algumas partidas", disse Oswaldo. O time já anunciou as chegadas dos atacantes Luidy e Jô para 2017.

Na avaliação de Oswaldo, a temporada 2016 foi de transição no Corinthians, com a saída da base titular que garantiu ao time a conquista do título brasileiro no ano passado, incluindo a perda de jogadores mais experientes, algo que o treinador sentiu falta no final do torneio nacional.

Além disso, Oswaldo foi o quarto treinador do Corinthians em 2016. O time iniciou a temporada com Tite, que acabou indo para a seleção brasileira. Depois, a equipe foi comandada por Cristóvão Borges, Fabio Carille e Oswaldo, que, de acordo com declarações da diretoria, será mantido para a próxima temporada.

Em 2016, o Corinthians foi semifinalista do Campeonato Paulista, parou nas oitavas da Copa Libertadores e nas quartas de final da Copa do Brasil, além de ter sido o sétimo colocado do Brasileirão, o que garantiu a sua participação na Copa Sul-Americana do próximo ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.