Marcio Fernandes/Estadão
Marcio Fernandes/Estadão

Owen Wright fica fora da disputa em Pipeline e sai da luta pelo título

Australiano não se recupera de queda no Havaí

PAULO FAVERO, enviado especial ao Havaí, O Estado de S. Paulo

10 de dezembro de 2015 | 15h29

Com chances de título mundial, Owen Wright está fora do Pipe Masters, a última etapa do Circuito Mundial de Surfe. O australiano não se recuperou dos problemas do dia anterior, quando caiu de uma onda e depois passou mal, sendo hospitalizado, e está oficialmente fora da disputa. Quem entrará em seu lugar é o havaiano Mason Ho, terceiro lugar na triagem.

Na quarta-feira, Owen Wright caiu de uma onda e passou por maus bocados com a série de ondas que veio na sequência. Então ele voltou para a casa de sua patrocinadora, que fica próxima ao local, e decidiu tirar um cochilo. Quando acordou, estava desorientado, passou mal e seus amigos decidiram chamar uma ambulância.

O veículo estacionou na parte de trás da casa e foi possível ver o australiano Mick Fanning e o brasileiro Gabriel Medina, que estão na mesma casa, um pouco assustados com a situação. Wright foi para o hospital e ficou em observação, com suspeita de concussão na cabeça. O atleta não se recuperou a tempo e com isso foi descartado para o Pipe Masters.

Sem Wright, restam apenas cinco candidatos ao título da temporada: os australianos Mick Fanning e Julian Wilson, e os brasileiros Filipe Toledo, Adriano de Souza e Gabriel Medina. Como o anúncio foi em cima da hora, Mason Ho entra como suplente e por isso, apesar do ranking dele não ser alto, o havaiano entra no lugar de um cabeça de chave e a formação das baterias não foi alterada.

Veja Wright em preparação para a disputa.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.