Divulgação
Divulgação

Pai de Neymar nega negociação por aumento com o Santos

Segundo ele, contrato será cumprido e garante que só vai conversar com o Barça se clube autorizar

Luís Augusto Mônaco - Colaborou Sanches Filho, O Estado de S.Paulo

13 de setembro de 2011 | 00h00

SÃO PAULO - O pai de Neymar nega que esteja em curso uma negociação para seu filho ganhar um reajuste salarial no Santos. "Não tem nada de aumento. O Neymar tem contrato em vigor com o Santos e nada vai mudar", disse ao Estado.

Como tem ocorrido desde que voltou de Londres - onde esteve para acompanhar o amistoso do Brasil contra Gana, na semana passada -, Neymar da Silva Santos não quis muita conversa. Dizendo estar com pressa, ao ser perguntado se já conversou com o representante do Barcelona que está no Brasil, ele disse: "Não sei se tem alguém do Barcelona aqui. Se tiver, só vamos conversar se o Santos autorizar." Em seguida, disse que seu filho jogará pelo Santos em 2012, ano do centenário.

O acordo entre Barcelona e Santos para que o craque se transfira para a Espanha em janeiro de 2013 - portanto depois dos 100 anos de fundação do clube - foi fechado há dez dias, mas a intromissão desesperada do Real Madrid - com uma proposta mais vantajosa para o clube quanto à forma de pagamento e para o craque nos valores - paralisou a operação.

O Barça espera que o trato seja cumprido, e se recusa a mexer na proposta para não alimentar um leilão - seus dirigentes têm certeza de que o Real sempre vai cobrir sua oferta.

Diretores do Santos e integrantes do Grupo Guia (empresários santistas que assessoram o presidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro) ficaram tentados com o novo lance do clube de Madri e argumentam que seria um desperdício não vender o craque pela melhor oferta - embora o Santos aprecie mais a maneira como o Barça conduziu o negócio, já que o Real Madrid falou primeiro com Wagner Ribeiro, o procurador de Neymar.

Nesta segunda-feira, o presidente santista disse a um jornal de Barcelona que denunciará o Real Madrid à Fifa se ficar provado que o clube espanhol negociou com o jogador e seu empresário antes de procurá-lo.

BRINCADEIRAS EM CÓRDOBA

No primeiro treino da seleção brasileira, nesta segunda, em Córdoba, Neymar brincou com os novatos. Apesar de ter só 19 anos, agiu como um veterano. Pegou no pé do lateral-esquerdo Bruno Cortês pelo corte de cabelo e ouviu um elogio do novo companheiro. "Ele (Neymar) é um excelente jogador, só tem alegrias para dar ao futebol brasileiro", disse o lateral do Botafogo.

O craque do Santos, brincadeiras à parte, comentou que jogar contra a Argentina é sempre muito especial. E aposta que os novatos na seleção brasileira vão fazer de tudo para convencer o técnico Mano Menezes.

"A expectativa é grande para essa partida. É um grupo novo, mas todos estão com vontade de vencer."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.