País trabalha por parcerias para a Copa de 2014

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, reuniu-se com mais de 30 representantes de patrocinadores para tratar do Mundial

O Estado de S.Paulo

25 de julho de 2012 | 03h08

BRASÍLIA - O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, reuniu-se ontem com mais de 30 representantes de patrocinadores, apoiadores e do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo para debater os esforços de cooperação na preparação do evento. A expectativa é de que um plano de trabalho seja organizado pelo Ministério do Esporte e apresentado no prazo de um mês, quando será realizada nova reunião.

Entre os temas debatidos estão as iniciativas para mobilizar os brasileiros em campanhas como, por exemplo, demonstrar a importância da atividade física para a saúde. O secretário executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes, apresentou projetos que já estão sob análise, como o do geneticista Sérgio Danilo Pena, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) que propõe coletar amostras de DNA dos jogadores das 32 seleções classificadas para o Mundial. Os resultados poderiam ser usados no combate ao preconceito racial.

Outro trabalho citado no encontro foi o do médico e cientista Miguel Nicolelis. Ele comanda pesquisas que buscam a criação de próteses especiais para que deficientes consigam movimentar pernas e braços a partir de impulsos nervosos. A meta é conseguir que uma criança com deficiência motora entre em campo com a seleção brasileira e dê o pontapé inicial do Mundial.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.