Pajero vence terceira regata em Ilhabela

O veleiro "Pajero TR4/Daslu", dos velejadores olímpicos Eduardo Souza Ramos e Gastão Brun, venceu hoje a terceira regata da Semana de Vela de Ilhabela e já está em terceiro lugar na classificação geral. Vencedor da edição 2002, Souza Ramos acha que ainda é cedo para falar no bicampeonato. As duas últimas regatas serão disputadas amanhã e sábado. "Julgo que nossa vitória foi consequência da tática correta. Optamos por navegar junto a ilha e não junto ao continente. Quem escolheu esse caminho se saiu melhor", justificou. O "Pajero" ocupava apenas o 24º na primeira regata e na quarta-feira saltou para o sétimo lugar na classificação geral. Agora o veleiro de 44 pés já está em 3º. E, descontado o pior resultado como estabelece o regulamento, o veleiro já seria o primeiro colocado. Os ventos, hoje, continuaram fracos - abaixo de 10 nós - como nas regatas anteriores e também no sábado quando foi disputada a prova Eldorado/Alcatrazes. O único dia de bons ventos foi a segunda-feira quando a etapa do Grand Prix, competição paralela, teve de ser cancelada porque a velocidade estava perto dos 60 nós. Esta condição valorizou a vitória do "Pajero" já que os barcos maiores são os mais prejudicados com ventos fracos. Na quarta-feira, o "Pajero" só venceu a segunda recada por causa do vento sul que passou a soprar um pouco mais forte nas últimas duas milhas. Como diversos veleiros decidiram fazer, hoje, o trajeto bem perto das praias - para fugir à corrente contrária - o público assistiu de perto à disputa. Alguns barcos chegaram a se aproximar tanto das praias que encalharam. Ao todo participam 166 veleiros com um total de 1400 velejadores. Na prova de hoje, tipo barla/sota, disputada dentro do canal, o "Pajero" chegou na frente na classe IMS, a mais veloz, seguido pelo argentino "San Gregório" e em terceiro ficou o "Sorsa" do tático Eduardo Penido. Na classificação geral, o "Touché/Banco Safra", de Ernesto Breda, veleiro pequeno de apenas 30 pés, permanece na liderança. O "Petit Touché" foi o sétimo colocado da Eldorado/Alcatrazes. O velejador Ernesto Breda é o recordista da Eldorado/Brasilis, a mais longa regata de vela oceânica do Brasil, entre Vitória e a Ilha de Trindade. A marca foi estabelecida em 2001, com 181 horas. O segundo colocado é o "Argus", também pequeno, de 25 pés, que pertence ao velejador Jaime Cupertino e em terceiro aparece o "Pajero" que conta com 10 tripulantes. As duas regatas decisivas, desta sexta e sábado, também serão do tipo barla/sota. A Semana de Vela de Ilhabela tem o patrocínio da Agfa, Mitsubishi Motors e Semp-Toshiba e apoio da Rádio Eldorado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.