Palmeiras alerta para bola aérea

Bola levantada de Jorge Wagner, Washington na área pronto para fazer o gol. A jogada é antiga, conhecida por todos, mas nem por isso deixa de ser perigosa. O Palmeiras se diz preparado para anular a principal arma são-paulina. No Campeonato Paulista, a derrota por 1 a 0 surgiu num lance parecido: Hernanes levantou a bola e o camisa 9 balançou as redes. "Qualquer jogada aérea é difícil de ser marcada, e esse é o ponto alto do São Paulo", reconhece o meia Diego Souza. "Mas, nos últimos jogos da Libertadores, aprendemos muito e não passamos sufoco."Ao contrário dos jogos pela competição sul-americana, em que o Palmeiras recebe os adversários que apostam na retranca, Diego Souza espera um São Paulo ofensivo, domingo, em busca da primeira vitória no Brasileiro. "Eles vão jogar para frente."Fabinho Capixaba, que não vem agradando aos torcedores, espera ser titular e dar a volta por cima. "Outros jogadores já passaram por isso (má fase) e se superaram", diz. "Tenho de estar preparado para as cobranças e estou tranquilo."O Palmeiras espera que o Manisaspor, da Turquia, libere Reinaldo, ex-Grêmio. O clube paulista já acertou com o atacante as bases salariais e o contrato por um ano.

Daniel Akstein Batista, O Estadao de S.Paulo

22 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.