Palmeiras contrata o instável Obina

Diretoria aposta em atacante que não marca há 6 meses. Marinho aciona Luxemburgo no TJD

Daniel Akstein Batista, O Estadao de S.Paulo

26 de maio de 2009 | 00h00

O Palmeiras teve um dia agitado ontem. Além de Marcos ter assinado novo contrato, por cinco anos (ver página 2), o clube anunciou o empréstimo de Obina, do Flamengo. O atacante fechou acordo até dezembro.Obina, de 26 anos, não vive boa fase e está sem marcar gols desde novembro, mas mesmo assim teve o apoio da diretoria palestrina. "É um jogador de área, forte e que vai ajudar muito o Palmeiras", acredita o vice-presidente Gilberto Cipullo. As conversas com o jogador e o Flamengo começaram na sexta-feira. O atacante deve ser apresentado hoje e já será inscrito para a Taça Libertadores, na vaga de Evandro. Ele estará à disposição do técnico Vanderlei Luxemburgo para a partida de quinta-feira, contra o Nacional, do Uruguai, no Palestra Itália, mas dificilmente vai figurar no banco de reservas, já que ainda não realizou nenhum treino com os novos companheiros.Depois de anunciar Obina, o clube espera fechar hoje com Reinaldo, do turco Manisaspor. Com tantas contratações para o setor ofensivo, Cipullo tratou de negar que a Traffic esteja procurando na Europa um comprador para Keirrison, em má fase. "Temos de ter um elenco grande para o Brasileiro, que é uma competição longa", explica. "E os dois (Keirrison e Obina) podem jogar juntos, eles têm características diferentes." JUSTIÇAMarcos Marinho se cansou das broncas de Luxemburgo e entrou ontem com uma representação no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) de São Paulo contra o treinador. O presidente da comissão de arbitragem da Federação Paulista de Futebol (FPF) se irritou com a declaração de Luxemburgo após o clássico contra o São Paulo, domingo, em que o técnico falou que não sabia "se o coronel Marinho está com a camisa do São Paulo por baixo da roupa".O palmeirense estava bravo com a atuação de Rodrigo Braghetto, que ignorou um pênalti de Miranda em Diego Souza. E descarregou sobre Marinho. "Não sei porque ele colocou meu nome no assunto."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.