Palmeiras elege culpado pela derrota: a arbitragem

Marcos foi um dos que mais reclamaram da arbitragem. O goleiro deixou explícito o descontentamento com a validação do primeiro gol de Adriano, marcado com o braço direito. ''O São Paulo tem vencido demais com os erros da arbitragem'', protestou. ''Espero que a Federação Paulista de Futebol coloque um árbitro de alto nível no próximo jogo (domingo, no Palestra).'' Na hora do gol de Adriano, com a mão, Marcos partiu para cima de Paulo César de Oliveira e da assistente Maria Elisa. ''Ficamos 10 dias concentrados para levar gol de mão?''O técnico Vanderlei Luxemburgo também não poupou críticas à arbitragem. Mas seu principal alvo foi, mais uma vez, o presidente da Comissão de Arbitragem da FPF. ''A responsabilidade é toda do coronel (Marcos) Marinho. E, na hora que deram o gol do Adriano, ele ficou me olhando para ver qual seria minha reação.'' O treinador também reclamou de Paulo César. ''O Paulo César, com toda sua experiência, estava mal posicionado. E a assistente deveria ter chamado a atenção.''Luxemburgo também estranhou a recepção que teve na chegada do ônibus palmeirense ao Morumbi. ''Quem recebeu a gente foi o dr. Edison Zago, que trabalha no São Paulo e já me denunciou três vezes no Tribunal (Zago é também procurador do TJD)'', comentou. ''O Morumbi não é assim tão neutro. Isso (ser recepcionado por um dirigente tricolor) mexe com o lado emocional.'' A diretoria alviverde vai entrar na FPF com um pedido para que Paulo César e Maria Elisa não entrem mais em nenhum sorteio até o fim do Estadual.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.