Palmeiras encara testes de fogo: três jogos fora de casa

Time tem aproveitamento ruim longe do Palestra Itália, o que o deixa distante do Grêmio

Daniel Akstein Batista, O Estadao de S.Paulo

19 de agosto de 2008 | 00h00

Sete pontos separam o terceiro colocado Palmeiras (37) do líder Grêmio (44). De acordo com os jogadores, a diferença já é preocupante. E ela só poderá ser tirada se o time aprender a jogar longe do seu estádio.As próximas rodadas podem significar muito para o Palmeiras. Se a torcida levar em conta o retrospecto da equipe, na competição, é melhor começar a ?secar? o Grêmio desde já: os três jogos seguintes são fora do Palestra Itália.Dos cinco melhores no Brasileiro, o Palmeiras tem a pior campanha fora de casa: são duas vitórias, três empates e cinco derrotas. O Grêmio, por exemplo, já bateu cinco adversários distante do Olímpico. Amanhã, os paulistas vão ao Sul enfrentar o Internacional. Em seguida, pegam a Portuguesa no Pacaembu (é o mandante do jogo, mas ambos chegaram a um acordo de que os confrontos entre os dois clubes - turno e returno - seriam disputados no estádio municipal) e depois, o Atlético-PR na Arena da Baixada."Não temos jogado muito bem fora, mas precisamos começar a vencer", disse o atacante Kléber. "Não sei de que forma, vamos ter de conversar, achar um meio."O palmeirense acredita que a equipe precisa mudar um pouco seu estilo de jogo quando atua nos estádios adversários. "Nosso time é muito ofensivo e fora de casa não pode jogar assim. Temos de saber a hora certa de atacar."A opinião do atacante é compartilhada por vários companheiros, mas o técnico Vanderlei Luxemburgo já avisou que o Palmeiras tem um padrão de jogo - que é sempre utilizado em todas as partidas. "Nós vamos fazer o que o professor mandar", resignou-se Kléber.Além de vencer seus jogos, o Palmeiras está na torcida contra o líder Grêmio. "Eles têm um elenco forte, mas espero que já tropecem na próxima rodada", disse Gladstone. "É lógico que a diferença é grande, mas é difícil um time manter essa regularidade e com certeza eles vão perder pontos. Temos de estar prontos."Contra o Inter, Luxemburgo vai ser obrigado a improvisar na lateral-direita. O titular Élder Granja, com entorse no tornozelo esquerdo, não deve jogar por dez dias, e o reserva Fabinho Capixaba foi expulso na vitória sobre o Coritiba, domingo, no Palestra. O zagueiro Gustavo e o volante Sandro Silva disputam a vaga.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.