Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Evelson de Freitas/AE - 20/1/2012
Evelson de Freitas/AE - 20/1/2012

Palmeiras já vê briga por lugar no time

Luta para ser titular promete ser bastante acirrada na lateral-direita, no gol e no meio de campo

Daniel Akstein Batista, O Estado de S.Paulo

22 de fevereiro de 2012 | 03h06

SÃO PAULO - Quando fez a lista de reforços para a diretoria do Palmeiras, Luiz Felipe Scolari queria dois ou três jogadores para ser titulares e outros para compor elenco. Oito rodadas depois do Campeonato Paulista, o treinador vê uma saudável briga pela titularidade no time.

Se Wesley chegar, o Palmeiras encerra, por enquanto, o seu ciclo de contratações. O jogador do Werder Bremen assumiria a vaga que hoje pertence a Patrik, uma função que Felipão ainda não achou alguém para fazê-la com perfeição.

Nas outras posições, porém, o treinador se diz satisfeito. Na lateral-direita, no gol e no meio de campo, por exemplo, a luta para ser titular promete ser bastante acirrada.

Ex-São Caetano, Artur mostrou personalidade e competência ao substituir Cicinho quando foi preciso. O atual dono da lateral-direita tem o apoio de Felipão e da torcida, mas após meses de "reinado" ganhou uma sombra que promete atrapalhá-lo. Com três gols marcados, no entanto, Artur deve voltar à reserva amanhã, contra o Oeste, no Pacaembu - Cicinho cumpriu suspensão no jogo passado.

No gol, Deola já não é mais unanimidade e uma nova falha pode fazer com que Bruno assuma a posição. E Daniel Carvalho promete mais empenho para não sair do time, mesmo com o possível retorno de Valdivia.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.