Ayrton Vignola/AE
Ayrton Vignola/AE

Palmeiras leva sua crise sem fim para jogo no Engenhão

Depois de agressão a João Vítor e ausência de Kleber, equipe pega o Flamengo às 21h50

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

12 de outubro de 2011 | 03h01

SÃO PAULO - Em situação complicada na briga por uma das vagas na Libertadores e ainda sob os efeitos da agressão ao volante João Vitor, no início da noite desta terça-feira, o Palmeiras pode acabar sendo o fiel da balança na reta final do Brasileiro. Tudo porque nos dez jogos restantes na competição, a equipe vai enfrentar cinco adversários que lutam pelo título. O primeiro será o Flamengo, nesta quarta, às 21h50, no Engenhão, no Rio de Janeiro.

Além do time rubro-negro, o Palmeiras ainda vai encarar Fluminense, Vasco, São Paulo e Corinthians. Portanto, a torcida palmeirense pode não ter muito o que comemorar no fim do ano, sob o ponto de vista de conquistas de seu clube, mas poderá, por exemplo, festejar o fato de tirar o título do Corinthians, rival da última rodada.

Após a derrota para o Santos, no domingo, por 1 a 0, Luiz Felipe Scolari jogou a toalha em relação à briga pela Libertadores. Entretanto, os jogadores não compraram a ideia do chefe e foram além. Segundo Marcos Assunção, o treinador falou isso apenas para tirar o peso da equipe.

"Ele fala para vocês (jornalistas) isso, mas internamente o discurso é outro. Ainda tem os confrontos diretos contra várias equipes que disputam com a gente a vaga na Libertadores. Por isso, não é o momento de jogar a toalha", avisou. 

Luan tem o retorno garantido, ele estava suspenso contra o Santos. Cicinho é dúvida. Marcos mais uma vez será poupado e o volante Márcio Araújo está fora, porque sua mulher vai passar por uma cirurgia e ele pediu para ser liberado do jogo.

RONALDINHO

O Flamengo espera contar com força máxima nesta quarta-feira. Luxemburgo tem quase todos jogadores à disposição. A dúvida é Ronaldinho Gaúcho, que deve voltar do México faltando poucas horas para o jogo. Por isso, ele não está garantido. A tendência é que fique no banco. e Bottinelli jogue no lugar.

FLAMENGO - Felipe; Léo Moura, Alex Silva, Wellinton e Junior Cesar; Airton, Willians, Renato Abreu e Thiago Neves; Bottinelli e Deivid - Técnico: V. Luxemburgo

PALMEIRAS - Deola; Paulo Henrique, Maurício Ramos, Henrique e Gabriel Silva; Chico, Marcos Assunção, Pedro Carmona e Luan; Maikon Leite e Fernandão - Técnico: Luiz Felipe Scolari

Árbitro - Emerson de A. Ferreira (MG); Horário - 21h50 (de Brasília); TV - Globo e Band; Local - Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasJoão VítorKleber

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.