Nilton Fukuda/AE
Nilton Fukuda/AE

Palmeiras quer um goleiro para disputar Libertadores em 2013

O sonho é Dida. Jefferson, Diego Cavalieri e Márcio também estão na lista para substituir Bruno

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

28 de setembro de 2012 | 03h05

SÃO PAULO - O assunto goleiro para 2013 é tratado com sigilo dentro do Palmeiras, afinal de contas, Bruno ainda será o titular da meta alviverde até o fim da temporada. Mas é certo que a diretoria vai atrás de um nome que possa passar maior confiança na disputa da Copa Libertadores.

O plano A é Dida, da Portuguesa. No Canindé, dão como certa a transferência do goleiro de 38 anos após o Brasileiro. A negociação teve início há cerca de duas semanas, mas anda a passos lentos em decorrência da situação da equipe alviverde no campeonato. Se for rebaixado, a chance de contratá-lo diminui, já que outros clubes também estão interessados nele, mas apenas o Palmeiras fez um contato.

A diretoria palmeirense se surpreendeu quando ficou sabendo que Dida recebe apenas R$ 100 mil na Portuguesa. Além disso, o goleiro não tem direitos de imagem, ou seja, o salário é integral na carteira de trabalho.

Outros três nomes são comentados, mas não despertam tanto interesse quanto Dida. Jefferson (Botafogo) e Diego Cavalieri (Fluminense) agradam, mas os valores da negociação são elevados. A terceira opção é Márcio, do Atlético-GO, mas este está longe de ser unanimidade.

Julio Cesar, atualmente no Queens Park Rangers, foi oferecido quando ainda estava na Internazionale. O goleiro de 32 anos pediu o dobro do que o Palmeiras estaria disposto a pagar para contratá-lo, por isso a negociação não foi muito adiante.

Tudo está sendo conversado sem muito alarde para não atrapalhar Bruno. Até mesmo a possibilidade de Deola, emprestado para o Vitória, voltar para ser titular não é descartada, caso as negociações não deem certo.

A saída de Felipão e do preparador de goleiros, Carlos Pracidelli, fez com que Bruno perdesse dois defensores dele no clube.

Os conselheiros tradicionais e que são respeitados pelo presidente Arnaldo Tirone pedem para não contratar um goleiro e manter a tradição de que goleiro bom se faz no clube.

O último goleiro contratado pelo clube foi o paraguaio Roberto "Gato" Fernandez, que chegou ao Palestra em 1994, fez apenas 31 partidas e saiu sem deixar saudades, embora tenha sido campeão paulista de 1994. De lá para cá, a meta alviverde contou com Sérgio, Velloso, Marcos, Diego Cavalieri, Deola e Bruno.

BARCOS CONVOCADO

Barcos foi convocado pela seleção argentina para os jogos contra Uruguai e Chile, dias 12 e 16 de outubro, respectivamente. Ele desfalca o Palmeiras contra Coritiba, Náutico e, provavelmente, o Bahia, no dia 17.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.