Palmeiras sugere troca de árbitro para evitar suspeitas

A polêmica sobre a presença de Paulo César de Oliveira na arbitragem da semifinal contra o Corinthians irritou o vice-presidente de futebol do Palmeiras, Roberto Frizzo, que até sugeriu a troca do árbitro pela Federação Paulista de Futebol. "N[EM MARMELADA]uma hora dessas acredito que deva imperar o bom senso e o pessoal da arbitragem rever a posição tomada. Não há nenhuma necessidade de deixar o Paulista exposto dessa natureza", comentou o dirigente. "O árbitro também entrará sob pressão. O mais indicado seria que essa decisão fosse revista após o episódio", completou.

, O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2011 | 00h00

Já o presidente do Corinthians, Andres Sanchez, negou ontem que tenha indicado Paulo Cesar de Oliveira. Segundo assessoria da presidência do clube, Andres não participou da reunião na Federação Paulista de Futebol, na segunda-feira, nem esteve presente no sorteio dos árbitros realizado ontem na sede da entidade. "O Corinthians é contra a indicação de árbitros e nunca pediu para a Federação escalar um juiz", disse o presidente, sempre por meio da sua assessoria. O clube foi representado na reunião pelos diretores Duílio Monteiro Alves e Roberto Andrade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.