Ernesto Rodrigues/AE
Ernesto Rodrigues/AE

Palmeiras testa força do elenco contra o Ceará

Desfigurada e cansada depois de jogo na Bolívia, equipe tenta manter embalo e invencibilidade, na Arena Barueri

Bruno Deiro, O Estado de S.Paulo

17 de outubro de 2010 | 01h00

Esgotado pelos 2.800 metros da altitude de Sucre e pela pressão que sofreu na vitória sobre o Universitario pela Copa Sul-Americana (1 a 0), o Palmeiras volta a campo hoje para manter a boa sequência recente. Em Barueri, às 18h30, contra o Ceará, o time de Felipão terá baixas importantes para defender uma invencibilidade que já dura sete jogos.

Mesmo sem grandes pretensões no Campeonato Brasileiro, a equipe palmeirense quer evitar tropeços para não perder o embalo. "A viagem (até a Bolívia) foi desgastante, mas estaremos em condições", garante Pierre, que se recupera de uma torção no tornozelo sofrida no péssimo gramado do Estádio Olimpico Patria, em Sucre. Ele e Mauricio Ramos, que também torceu o tornozelo, podem ser poupados hoje.

A maior baixa, porém, está no ataque. Valdivia e Kleber, suspensos, estão fora e carecem de substitutos para formar a dupla de ataque. "Sem eles a gente perde uma grande força, mas esperamos que quem entrar possa compensar", disse Tinga.

A opção para o lugar de Valdivia é Lincoln, que pode dar qualidade ao meio-campo, mas ainda não adquiriu totais condições físicas após ficar um mês e meio parado. "Voltei bem, mas ainda falta ritmo de jogo", disse o meia, que tem entrado durante os jogos. Já Edinho, que nem entrou em campo na Bolívia por conta de virose, está de volta.

A condição física dos atletas, por sinal, tem sido uma dor de cabeça para a comissão técnica do Palmeiras. Jogando o Brasileiro e a Sul-Americana simultaneamente, o desgaste provocado pela maratona de jogos tem começado a se tornar visível. "O corpo chega no limite, temos de ter o máximo de atenção com a preparação", afirmou Pierre. O atacante Kleber, porém, lembra que o Palmeiras não é o único que sofre com este problema. "Toda equipe está sujeita a isso nessa altura do campeonato. É preciso estarmos preparados."

Palco de sorte. Após mais de duas semanas, o Palmeiras volta a atuar como mandante na Arena Barueri, palco que tem trazido sorte ao time de Felipão. Na preparação para o jogo de volta contra o Universitario de Sucre, quarta-feira, no mesmo estádio, o elenco espera manter o bom retrospecto em sua nova casa. "Lá a gente tem se dado bem. Fizemos um grande jogo contra o Inter (vitória por 2 a 0) e esperamos repeti-lo", disse Tinga.

Jogando em Barueri, o Palmeiras ainda não perdeu nesta temporada: em três jogos, foram duas vitórias e um empate.

Ficha técnica

Palmeiras

Deola; Márcio Araújo, Fabrício, Danilo e Gabriel Silva; Edinho, Pierre, Marcos Assunção e Rivaldo; Lincoln e Dinei - Técnico: Luz Felipe Scolari

Ceará

Michel Alves; Boiadeiro, Fabrício, Anderson e Vicente; Michel, João Marcos, Heleno e Geraldo; Jean Carlos e Magno Alves - Técnico: Dimas Figueiras

Juiz: Rodrigo Nunes (RJ)

Local: Arena Barueri

Horário: 18h30

TV: Pay-per-view

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.