Daniel Ochoa de Olza/AP
Daniel Ochoa de Olza/AP

Pan 2011: Brasil vence Cuba em jogo nervoso e leva ouro no vôlei feminino

Seleção brasileira de vinga da derrota no Rio 2007 e bate as rivais por 3 sets a 2

AE, Agência Estado

21 Outubro 2011 | 01h45

 

GUADALAJARA - Foi à base de muito nervosismo, muita rivalidade, mas é da seleção brasileira feminina de vôlei a medalha de ouro dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. Nesta quinta-feira, a equipe comandada por José Roberto Guimarães quebrou um jejum que vinha desde os Jogos de Winnipeg, em 1999, e voltou a ser campeã pan-americana após 12 anos. Na finalíssima, o Brasil venceu Cuba por 3 sets a 2 (parciais de 25/15, 21/25, 25/21, 21/25 e 15/10) e se vingou da dura derrota sofrida no Pan do Rio, há quatro anos, quando as cubanas faturaram o ouro frente ao Maracanãzinho lotado.

Diante da inconstância das titulares, Zé Roberto teve que recorrer a todas as reservas disponíveis e elas corresponderam, mostrando a força do elenco. Fernanda Garay, principalmente, mostrou que o treinador pode contar com o banco de reservas nos momentos de baixa. Apesar da partida ruim (apenas 12 acertos em 33 ataques), Mari terminou como a maior pontuadora brasileira do jogo, com 16 pontos. Sheilla, que cresceu no final do jogo, fez 15. Pelo lado cubano, Palacios anotou 20.

A partida desta quinta-feira foi cheia de altos e baixos. O Brasil arrasou Cuba no início do primeiro set, abrindo dez pontos de vantagem com facilidade. Em busca de moral para a segunda parcial, as cubanas conseguiram trocar pontos terminando o set com 25/15 para o Brasil.

O segundo set também começou com ampla vantagem, mas cubana. Desta vez foram as brasileiras que não conseguiram encaixar o jogo. Depois de ficar até seis pontos atrás no placar, o Brasil quase chegou à igualdade, mas voltou a sucumbir na final da parcial, sendo derrotado por 25/21.

O terceiro set sempre teve o Brasil na frente do placar, mas a vantagem variava conforme também variavam os erros de ataque. Em alguns momentos, Cuba chegou a empatar. Em outros, as brasileiras dispararam no placar. No fim, vitória do Brasil por 25/21.

Aquele que poderia ser o último set do jogo, o quarto, começou com o Brasil à frente, mas a vantagem que durou até o tempo técnico foi logo revertida. Parecendo mais ligada no jogo, Cuba abriu 24/15, mas só conseguiu fechar o set quando Palacios acertou um ataque em diagonal e fez 25/21.

No último set, Sheilla finalmente entrou no jogo e ajudou a levar o Brasil à vitória por 15/10, num ponto de ataque de Tandara, que fechou a partida depois do maior rali da noite.

O ouro conquistado pelo time feminino de vôlei foi o 13.º do Brasil no Pan. O País fecha esta quinta-feira com outras 12 pratas e mais 16 bronzes, na segunda colocação do quadro de medalhas, atrás dos Estados Unidos. Canadá e Cuba encostaram, agora com 12 e 10 ouros, respectivamente.

TERCEIRO LUGAR

Na disputa pelo bronze, mais cedo, os Estados Unidos venceram a República Dominicana por 3 a 1 (parciais de 23/25, 25/15, 25/20 e 25/19) para ficarem com a terceira posição. O vôlei agora folga três dias em Guadalajara e retorna na segunda-feira, com o masculino.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.