Para Leão, Jadson tem de se adaptar logo

SÃO PAULO. AMANHÃ, LUCAS TEM CHANCE DE PEGAR O GUARATINGUETÁ

BRUNO DEIRO, O Estado de S.Paulo

29 de fevereiro de 2012 | 03h09

Há 40 dias no País, Jadson defendeu o São Paulo em seis jogos e ainda não convenceu. Após sair no intervalo contra o Palmeiras, depois de um péssimo primeiro tempo, o meia já preocupa Emerson Leão, que cobra mais rapidez na readaptação ao futebol brasileiro.

Principal contratação do Tricolor para 2012, Jadson custou cerca de 4 milhões (mais de R$ 9 milhões) e ganhou a camisa10 das mãos do ídolo Raí, na chegada ao Morumbi. Substituído nos seis jogos que disputou, ele fez apenas um gol, de pênalti - além de ter desperdiçado outro contra o Corinthians. A cobrança, admite Leão, tem de ser proporcional ao investimento. "Ele terá de se adaptar mais rápido, porque até agora não conseguiu. Tem alternado bons jogos e atuações de menos brilho", diz o técnico. "Temos uma exigência grande sobre ele e estamos começando a conversar sobre isto."

O treinador reclamou ainda da punição de dois jogos a Willian José, expulso contra o Paulista. "Além de ser réu primário, ele nem merecia ter sido expulso", disse Leão. O Tricolor tenta um efeito suspensivo para que ele possa enfrentar o Guaratinguetá amanhã, no Morumbi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.