Para piorar, o desesperado Flu tem 5 baixas

A caminhada para sair da zona de rebaixamento fica cada vez mais difícil para o Fluminense. Sem vencer há nove jogos, o penúltimo colocado do Brasileiro enfrenta o vice-líder, fora de casa, com cinco desfalques. Sem o atacante Fred, o volante Diguinho, o zagueiro Cássio, o meia-atacante Tartá e o ala Ruy, não restam muitas opções para Renato Gaúcho. O técnico deverá manter o esquema com três zagueiros utilizados no empate por 1 a 1 com o Cruzeiro, domingo, no Maracanã. "Não faltam problemas. Vamos enfrentar um dos líderes do campeonato, que estreia treinador e com estádio lotado. Temos de jogar com determinação para sair pelo menos com um ponto", pediu Renato.O treinador não adianta as mudanças, mas são duas as dúvidas principais, nas alas direita e esquerda. Mariano e Maicon disputam a vaga de Ruy. A decisão é importante, pois com Maicon a equipe passa a jogar com dois atacantes e um dos volantes cai para cobrir o setor direito. Jogando fora de casa, contra uma equipe superior, a tendência é que Renato mantenha Kieza como único homem de frente e lance Mariano. Na esquerda, João Paulo vem perdendo espaço e Dieguinho pode ganhar a condição de titular. O jovem zagueiro Dalton, de 19 anos, garante estar preparado para encarar Obina, autor dos três gols no clássico contra o Corinthians. "Conheço a maneira de o Obina jogar dos tempos de Flamengo. Mas temos de estar atentos a todo o time. O Palmeiras é uma excelente equipe e não está no topo da tabela por acaso."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.