Para Tite, Liedson tem cheiro de gol e é fundamental ao time

Treinador ressalta a importância do atacante e lembra que os momentos difíceis do time coincidem com ausência do jogador

Vítor Marques, O Estado de S.Paulo

20 de agosto de 2011 | 00h00

Tite classificou assim a importância de Liedson ao time: "É o típico camisa 9, a bola procura por ele", disse o técnico ao Estado. "Jogadores como ele têm cheiro gol, a bola passa perto e aproveitam."

O gol que Liedson fez contra o Atlético-MG, que garantiu a vitória por 3 a 2, ilustra bem o que Tite espera do atacante hoje.

Liedson estava dentro da área, bem colocado, à espera da bola tocada de cabeça por Emerson.

No esquema tático escolhido pelo treinador, com dois jogadores abertos na frente, ter um bom centroavante se torna essencial, admite Tite.

Não foi coincidência que o pior momento do Corinthians coincidiu com a ausência do atacante, que passou por cirurgia no joelho esquerdo.

"A ideia era ter dois jogadores para cada posição. Era o Liedson e o Adriano, que infelizmente se machucou", lembrou.

Liedson voltou time no empate com o Ceará (2 a 2), mas ainda estava sem condições de jogo - entrou só no 2.º tempo.

Na vitória contra o Atlético-MG, saiu de campo logo depois que fez o terceiro gol do time, já após os 30 minutos do 2.º tempo.

Contra o Figueirense, hoje, no Pacaembu, ele deve ter fôlego para atuar os 90 minutos.

E é no Pacaembu que Liedson tem um aproveitamento surpreendente. Dos 17 gols que marcou nesta temporada - é o artilheiro do time - nada menos que 13 foram no estádio considerado a casa corintiana.

Liedson, que não marca no estádio desde 26 de junho, no clássico contra o São Paulo, é o atleta mais ovacionado pelos torcedores no Pacaembu, que certamente estará lotado - até ontem, mais de 20 mil ingressos já haviam sido vendidos

Sobre Adriano, com quem Liedson poderá até fazer dupla, Tite disse que continuará alimentando a esperança de o atacante voltar contra o Flamengo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.