Paraglider reúne 50 pilotos em copa

O céu do Vale do Paraíba estará mais enfeitado neste final de semana, com a 1a Copa Glider Brasil de Paraglider, que será realizada no Pico Agudo, em Santo Antônio do Pinhal, próximo a Campos do Jordão. O evento vai reunir 50 competidores de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, divididos em duas categorias: A, para pilotos de nível intermediário e avançado e B para iniciantes. As provas serão de permanência em vôo e pouso de precisão. Os vôos começarão ao meio-dia, tanto no sábado quanto no domingo. Serão concedidos troféus aos três primeiros de cada categoria e medalhas até o décimo colocado. O paraglider é um planador parecido com um pára-quedas, mas que pode ser controlado pelo piloto. Um dos principais objetivos da Copa Glider Brasil é incentivar pilotos com pouca experiência no esporte. Mas a competição também será atrativa para o público, que poderá acompanhar os vôos completos. "Normalmente, as pessoas vêem apenas a decolagem, mas não onde o piloto vai pousar. Desta vez, os competidores terão uma área para o pouso, que poderá ser assistido pelo público", explica Adezílio Freitas, organizador da competição. O Pico Agudo, local das decolagens, é considerado uma das melhores rampas do Brasil, com 1000 metros de altura e há 1700 metros do nível do mar. A organização espera tempo bom para a Copa Glider Brasil. "A previsão é de tempo ensolarado. O vôo de paraglider dura em média 20 minutos, mas se não ventar muito, o piloto pode ficar horas planando", descreve Freitas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.