Charles Platiau/Reuters
Charles Platiau/Reuters

Paris garante que ainda quer sediar Jogos Olímpicos de 2024

No ano que vem, os franceses devem oficializar candidatura numa forma de comemorar o centenário da edição olímpica de 1924

Estadão Conteúdo

14 de outubro de 2014 | 16h58

Depois de 100 anos, Paris sonha em voltar a organizar uma Olimpíada. No ano que vem, os franceses devem oficializar candidatura para ser sede dos Jogos de Verão de 2024, numa forma de comemorar o centenário da edição olímpica de 1924, também na Cidade Luz. O pleito vai acontecer apesar do interesse parisiense em também organizar a Expo Mundial de 2025.

Nesta terça, o primeiro-ministro Manuel Valls anunciou que Paris quer mais uma vez a feira, agora em 2025, o que imediatamente causou burburinho por conta da possível inviabilidade financeira de uma mesma cidade organizar, em dois anos seguidos, os dois eventos mais caros e midiáticos do mundo.

"Obviamente temos que ser cuidadosos com as finanças, mas temos que ver o que aconteceu com o Japão, que vai ser sede da Copa do Mundo de Rúgbi de 2019 e dos Jogos Olímpicos de 2020", lembrou Bernard Lapasset, chefe do comitê francês para o esporte internacional. O Mundial de Rúgbi só tem menos audiência que a Olimpíada e a Copa do Mundo de Futebol.

A candidatura pelos Jogos Olímpicos de 2024 deve ser apresentada no ano que vem e a escolha será em 2017. Paris, que perdeu a disputa pelos Jogos de 2008 e 2012, não se candidatou por 2016 e 2020 para focar as atenções exatamente em 2024.

Os europeus, porém, devem ter concorrência forte dos EUA, que não recebem Olimpíada desde 1996 e também não entraram na briga pelos Jogos de 2024. Boston, Los Angeles, Washington e San Francisco são pré-candidatas. Berlim e Roma também são potenciais candidatas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.