Parreira dá conselho a Dunga

BELO HORIZONTE

, O Estadao de S.Paulo

19 de março de 2010 | 00h00

O técnico da seleção brasileira, Dunga, não gosta muito de receber conselhos. Mas talvez não perca nada se ouvir uma voz experiente, a de Carlos Alberto Parreira. O atual treinador da África do Sul entende ser melhor Dunga entregar à Fifa em maio uma lista que contenha apenas os nomes dos 23 jogadores que pretende levar à Copa, e não 30, limite estabelecido pela entidade ? depois teria de fazer sete cortes. Assim, evitará dor de cabeça.

"Isso (relacionar 30 jogadores) dá muito combustível para a imprensa"", disse Parreira. "Vocês só vão falar de quem vai ser cortado"", justificou, com a experiência de quem vai participar de uma Copa pela sexta vez.

Parreira foi o chefe de Dunga na Copa do Mundo dos EUA, em 1994. Naquela ocasião, o volante levantou a taça, como capitão do time que conquistou o tetracampeonato mundial.

O conselho foi dado anteontem à noite, no Mineirão, depois do empate sem gols da África do Sul com o Cruzeiro. Ontem pela manhã, num jogo-treino na Toca da Raposa II contra uma equipe reserva dos mineiros ? reforçada por Gilberto, Thiago Heleno e Guerrón, que estão retornando de contusão ?, os Bafana Bafana venceram por 2 a 0. Os gols foram de Claasen e Thwala, ambos na etapa final.

O comandante da seleção sul-africana também colocou a Argentina como uma das candidatas ao título mundial. "A Argentina pode fazer um baita time. Tevez, Messi, Cambiasso, Verón, Milito, Mascherano...""

Para Parreira, numa Copa não há surpresa: "Não tem zebra. Vai dar Brasil, Alemanha, Inglaterra, Holanda, Espanha. A Itália também é candidatíssima.""

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.