Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Participantes aprovam regata no Tietê

Atletas e organizadores elogiaram a realização da 1ª Regata Navega São Paulo, realizada sábado e domingo nas águas do rio Tietê, em Araçatuba. Cento e noventa e oito atletas, das principais escolas de iatismo do país, competiram em dezenas de provas de vela, remo e canoagem, reunindo 135 embarcações.Foi a primeira grande competição do iatismo brasileiro realizada no rio Tietê, que é poluído em São Paulo, mas tem águas límpidas nesta região do Estado. Também foi a primeira competição em águas doces. As competições anteriores foram todas realizadas em águas oceânicas.Os principais elogios foram para a organização do evento e pela qualidade das raias, especialmente para os praticantes de canoagem e vela.Na vela, Rogério Passos, de Brasília, foi o vencedor na classe laser, uma das cinco classes disputadas nesta categoria. Na Holder, Rafael Mendes, de São Sebastião, levou a melhor.No remo, os destaques ficaram para o campeão pan-americano Bruno Koplewski e para o bi-campeão brasileiro Panayote Damilakos, que elogiaram a iniciativa. "Houve uma boa organização e principalmente ventos, além de uma excelente raia, que propicia treinamentos e competição em longa distância", disse Koplewski, atleta do Paulistano.Além deste clube, atletas e clubes como o Espéria, Corinthians, CP-USP e Pinheiros participaram da regata.Representantes das federações paulistas de remo, vela e canoagem também aplaudiram a iniciativa. "Competições como essa abrem espaço para que possamos melhorar em muito as condições do iatismo brasileiro", disse Odoardo Lantieri, presidente da Federação de Vela do Estado de São Paulo. O campeão olímpíco Lars Grael, secretário estadual da Juventude, Esporte e Lazer, que organizou a regata, disse que devido ao resultado da experiência o Tietê deverá ser usado em outras etapas da Regata Navega São Paulo. "O resultado ultrapassou nossas expectativas por isso é certo que realizaremos outras regatas no Tietê", disse. Segundo ele, as próximas etapas em água doce podem acontecer em Presidente Epitácio, no rio Paraná, e em Barra Bonita, no Tietê.Cerca de 15 mil pessoas assistiram aos dois dias de competições, realizadas nas dependências do Veleiro Clube. O prefeito de Araçatuba, Maluly Netto (PFL), disse que, se depender dele, a cidade vai investir no iatismo e prometeu apoio da prefeitura para uma próxima regata, de vela, da classe star, que acontecerá no Tietê, no próximo mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.